Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Chefe da Haas descarta polémicas

20 de Novembro, 2016

Guenther Steiner minimizou a reacção do jovem piloto após o anúncio feito pela equipa

Fotografia: AFP

O chefe da Haas, Guenther Steiner afirmou que vai conversar com Esteban Gutiérrez em Abu Dhabi e descartou lavar roupa suja em público. No último dia 11, a equipa norte-americana anunciou Kevin Magnussen como substituto do mexicano, que também teve um rompante com o chefe da formação após abandonar o GP do Brasil.

Guenther Steiner confirmou que vai conversar com Esteban Gutiérrez em Abu Dhabi sobre os acontecimentos do fim de semana no Brasil.

"Acho que é algo emocional quando lhe dizem algo assim”, disse Steiner à publicação francesa ‘F1i’. “Eu respeito isso e, por isso, não quero entrar nessa de eu disse, ele disse. Ele tem os sentimentos dele. Os sentimentos dele estavam feridos, o que eu entendo e também respeito. Mas não quero voltar a explicar quais foram os critérios”, seguiu.

 "Foi justo e muito subjectivo também, mas aconteceu em um momento em que ele estava emotivo pela decisão e tudo mais. Pode ser algo diferente quando ele pensar a respeito em alguns dias”, ponderou. “Para mim, sentar aqui e discutir se fomos justos ou não, eu não quero fazer isso. Não quero lavar roupa suja em público. Vou conversar com ele. Eu disse a ele que quero sentar com ele outra vez em Abu Dhabi e explicar quando ele tiver se acalmado”, concluiu.

 Ao longo da temporada 2016, Gutiérrez não conseguiu pontuar uma única vez, enquanto Romain Grosjean, seu companheiro na equipa norte-americana, vai para a última etapa do Mundial com 29 pontos na conta.

LAS VEGAS PODE
TER CORRIDA NOCTURNA 

A actual temporada da Fórmula 1 ainda nem terminou, mas notícias a respeito do futuro da categoria já começam a aparecer. A Liberty Media, empresa que recentemente comprou a maior parte das acções da categoria, cogita ampliar o calendário, colocando uma corrida nocturna em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Durante um evento em Barcelona, o CEO do Liberty Media, Greg Maffei, declarou que a ideia pode virar realidade, e não acredita que o alto número de corridas seja um problema. A actual temporada conta com 21 provas, e a quantidade de provas foi criticada por alguns pilotos.

“Particularmente, gosto da ideia de fazer uma corrida nocturna em Las Vegas, abrindo a porta para uma nova prova nos Estados Unidos. Há um limite sobre o que se pode fazer, mas ainda podemos aumentar um pouco o número de corridas. Acho que seria positivo, a FIA, as equipes e nós ganharíamos mais dinheiro”, afirmou Maffei.

Os Estados Unidos já recebem a Fórmula 1 em Austin, no Texas. Por sua vez, Las Vegas já sediou duas corridas da categoria, em 1981 e 1982, vencidas por Alan Jones e Michele Alboreto, respectivamente.