Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Chefe da Yamaha exalta Viales

15 de Fevereiro, 2017

Maverick Viales foi mais rpido nos testes de Sepang

Fotografia: AFP

A primeira série de testes colectivos, da pré-época 2017 da MotoGP, deixou a Yamaha nas nuvens. Líder com Maverick Viñales, a casa de Iwata saiu da Malásia confiante no potencial da YZR-M1, e vai para a série de Phillip Island em busca de confirmação. Em entrevista ao site italiano ‘GPOne’, Massimo Meregalli chefe da Yamaha não escondeu a animação com a performance em Sepang.

“Tenho de dizer, que depois do teste de Sepang estamos a sentir-nos confiantes, e agora, estamos em busca da confirmação. Se tudo correr de acordo com o planeado, há muito optimismo dentro da equipa”, disse Meregalli.Massimo Meregalli enalteceu o desempenho da equipa: "Fizemos um óptimo trabalho ao longo do Inverno.

Não imaginava que o novo material nos dêsse resultados tão imediatos e positivos. Estou a falar do motor, da carruagem, do novo chassis, do mapeamento”.  Após três dias de exercícios na Malásia, Viñales estabeleceu o melhor tempo em 1min59s368, 0s084 mais rápido que Andrea Iannone, o segundo classificado. Valentino Rossi, por sua vez, ficou com sexto tempo, 0s221 atrás do novo companheiro de equipa.

“Maverick é muito rápido, Valentino está dois décimos atrás, mas não o subestime já que nunca dá tudo de si nos testes. Vai estar pronto para a primeira corrida”, assegurou. Questionado sobre qual dos dois pilotos o surpreendeu mais, Maio foi claro: “Para ser honesto, os engenheiros foram os que mais me surpreenderam, com o material que trouxeram”.

No primeiro teste do ano, a Yamaha apresentou uma solução para o fim das asas, com uma carruagem de camada dupla. Apesar de os comentários gerais positivos sobre a nova M1, Meregali disse que a marca dos três diapasões ainda busca confirmações.

“As carruagens vão ser bastante similares. Não quisemos esconder nada, e de facto, tiramos vantagem delas o mais cedo possível”, explicou.
O responsável garantiu nova avaliação: “Vamos avaliá-las mais um pouco, em Phillip Island, com a meta de forçar o pneu traseiro o mínimo possível, já que na época passada este foi um obstáculo para a equipa”.

Por fim, Meregalli afirmou que a Yamaha está no caminho certo, e disse não se recordar de outro início de época, assim tão bom.
“A M1 surpreendeu-me. Não consigo lembrar-me de outro teste, onde tudo correu na direcção certa”, resumiu.