Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Clube Naval demole edifcio histrico

VENTURA BENGO (Jornalista da Angop) - 05 de Agosto, 2019

Sobre o plano director, que prev a edificao de uma infra-estrutura moderna no local do antigo, caso haja disponibilidade financeira

Com principal propósito em garantir segurança e melhores condições aos utentes, a parte mais antiga do edifício do Clube Naval de Luanda (CNL), fundado em 1883, na Ilha do Cabo, foi demolido no âmbito do plano director aprovado pelos seus associados em assembleia geral realizada no presente ano. O facto foi confirmado pelo vice-presidente de direcção da eclética e mais antiga agremiação de desportos náuticos do continente africano, Jorge Portugal. o dirigente esclareceu que dado o estado avançado de degradação, constituía um grande risco à integridade física dos sócios e demais pessoas. A actual direcção, presidida por Mário Fontes, funciona na outra parte do edifício erguido na década de 1970.                    “Dia triste para a história do CNL, mas absolutamente necessário para um virar de página, rumo a uma nova imagem, a um novo ciclo que se iniciou a 24 de Julho, a demolição do velho edifício, local emblemático na vida do Clube Naval de Luanda, na cidade de Luanda e na vida de milhares de pessoas. Inaugurado em 1949, recordemos e enalteçamos os que, naquela altura, tiveram a ousadia e o mérito de o erigir e esforcemo-nos por esquecer, propositadamente, os incógnitos que não encontraram forma de o conservar em alturas difíceis”, disse.
Acrescentou ser verdade, mas que involuntariamente o condenaram a um grau de degradação tal que se tornou insustentável a recuperação e não restava outra alternativa que não fosse a  demolição por motivos de segurança, sobretudo, mas visando igualmente o melhoramento da imagem e um melhor aproveitamento do espaço. “Na sua memória ficarão os feitos de milhares de atletas, que sob a sua guarda, nadaram e desfilaram as embarcações nas águas da nossa Baía de Luanda, coloriram ao longo de anos a fio a vida da nossa cidade e habituaram-nos ao belo sabor das vitórias nas provas provinciais, nacionais e continentais, bem como honrosas presenças mundiais e olímpicas, que tanto nos orgulham\", disse. O dirigente realçou: \"Saibamos. agora, todos unidos à volta do nosso CNL, encontrar a melhor forma de, no seu lugar, reerguer \'O Testemunho\'’ do feito que todos acreditamos que vai acontecer: a Medalha Olímpica que tanto ambicionamos. O nosso esforço, a nossa união e o tempo o dirão. Seja como for, não há como evitar o nó na garganta que todos sentimos neste momento”, frisou. Sobre o plano director, que prevê a edificação de uma infra-estrutura moderna no local do antigo, caso haja disponibilidade financeira, contempla ainda a construção do restaurante, parque das embarcações e zona marina.