Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

COA altera quadro de dirigentes

Silva Cacuti - 11 de Julho, 2014

Comité Olímpico Angolano quer formar mil dirigentes até 2016 e começa com o curso para directores da solidariedade olímpica

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Comité Olímpico Angolano (COA) preconiza formar cerca de mil dirigentes desportivos até ao ano de 2016, altura em que termina o actual mandato de Gustavo da Conceição à frente daquela instituição. A garantia foi dada ontem por António Monteiro "Bambino", secretário-geral do COA.

O responsável falava ao Jornal dos Desportos a propósito da acção formativa que a Solidariedade Olímpica leva a cabo, entre 14 a 19 do corrente.
Para chegar àquela fasquia o COA precisa de formadores. Bambino revelou que "há  défice de directores de curso ou professores", razão pela qual, uma das primeiras acções passa pela formação destes formadores.

"Queremos formar até 2016 cerca de mil dirigentes desportivos e há poucos directores de curso no activo ou com disponibilidade para o desempenho das suas funções, por isso vamos começar pela formação dos directores", adiantou.

Cerca de 30 é o número de directores que se pretende formar e, até ontem, estavam já inscritos 25.

Para dirigir a formação vem a Angola um dos "pesos pesados" do olimpismo mundial, Conrado Durantez, de Espanha, e   Fernando Costa e David Sequerra, membros da Academia Olímpica de Portugal.

A estes juntam-se Vita Maiomona, Domingos Torres, Gustavo da Conceição e Albino da Conceição.

O secretário-geral do COA disse que a participação no curso obedece a critérios, dentre os quais a "anterior participação num curso da Solidariedade Olímpia e a disponibilidade para após a formação participar nos programas de formação da Academia Olímpica em qualquer parte do país".