Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

COA aposta no dirigismo

Joo Francisco - 31 de Dezembro, 2018

Rogrio Silva tambm presidiu a esse sector. Actualmente, a Academia Olmpica Angolana, por fora dos Estatutos, igualmente presidida por Gustavo da Conceio.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A formação de dirigentes desportivos constituiu a principal aposta do Comité Olímpico Angolano em 2018. A meio do ciclo (2016-2018), a estatística aponta para a instrução de 800 dirigentes para o gáudio da direcção liderada por Gustavo da Conceição. Até ao final do ciclo, a expectativa é que se atinja mil dirigentes formados.
Regozijado pelo feito, Gustavo da Conceição manifestou que estão próximos de atingir “a cifra de mil dirigentes, contrariamente às outras olimpíadas”. O entusiasmo resulta das presenças de Directores Nacionais da Solidariedade Olímpica, órgão afecto ao Comité Olímpico Internacional, na formação de angolanos em dois cursos leccionados no país.
Gustavo da Conceição exortou os novos dirigentes desportivos à \"usarem e abusarem\" dos manuais de Gestão Desportiva oferecidos a todos os participantes no final dos cursos realizados em Novembro e Dezembro. Entre os formados destacam-se Palmira Barbosa e Albertina Kiala (ex-andebolistas), Simão Muanda (ex-pugilista), Luís Octávio e Pedro Azevedo (secretário e vice-presidente da Federação de Patinagem).
Pedro Godinho, enquanto vice-presidente do Comité Olímpico Angolano e Director Nacional de Solidariedade Olímpica, defendeu que \"todo o cidadão candidato a um cargo federativo, principalmente de direcção, devia ser exigido, por lei, este ou outro curso de dirigentes no seu currículo\".
A Comissão Executiva do Olimpismo Angolano rendeu tributo à Rogério Nunes da Silva, o predecessor de Gustavo da Conceição na liderança do COA, durante as duas acções de formação. Para o também presidente da Federação Angolana de Andebol, Pedro Godinho, \"Rogério Silva é um dos padrinhos nas acções formativas para dirigentes desportivos\" em Angola.
\"Aquando da permanência na Comissão Executiva, foi uma das primeiras pessoas que se bateu para a assumpção dessas actividades, pela Academia Angolana Olímpica, vector do COA que assume essa responsabilidade\". Rogério Silva também presidiu a esse sector.
Actualmente, a Academia Olímpica Angolana, por força dos Estatutos, é igualmente presidida por Gustavo da Conceição.