Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

COA tem representantes

Jo?o Francisco - 03 de Abril, 2017

Rogério Nunes da Silva

Fotografia: Jornal dos Desportos | Edições Novembro

A Comissão Eleitoral do Comité Olímpico Angolano (COA), presidida por Rogério Nunes da Silva, publica ao longo desta semana, a lista dos representantes das Federações Nacionais, que  corporizam o novo órgão reitor do olimpismo para o ciclo 2017-2020.

Além de Rogério Silva, integram a Comissão Eleitoral do COA, de acordo com o Artigo 3º , ponto 3, outros seis nomes, nomeadamente, Carlos Teixeira (vice-presidente), Amaral Aleixo ( secretário), Cláudia Almeida, Hermínia Coelho, Fineza Eusébio e Ana Cristina Fortunato, todos como vogais.
Até agora, a Comissão Eleitoral  emitiu dois comunicados, um sobre o calendário eleitoral, e outro para dar a conhecer a lista das Federações Nacionais, em condições elegíveis para indicar os respectivos candidatos.

O(s) processo(s) de candidatura da constituição do  novo Comité Olímpico Angolano(COA) iniciou com a indicação dos candidatos das Federações Nacionais legais, a que se vai seguir a respectiva validação, por parte da Comissão Eleitoral.

Entre os dias 01 e 22 de Abril, a Comissão Eleitoral vai verificar se os nomes dos indicados pelas Federações Nacionais  em sua posse, preenchem os requisitos de elegibilidade previstos no estatuto, e publica a Lista dos candidatos dos primeiros quarenta e seis(46) e oito(8) suplentes disponíveis para entidades individuais.

As eventuais reclamações devem ser entregues nos quatro dias subsequentes à publicação das listas, deve a Comissão Eleitoral decidir sobre os mesmos, no prazo de 48 horas, até ao dia 10 de Maio de 2017. Às 17h00 do dia  30 de Maio, o COA vai realizar  o acto eleitoral para eleger as entidades Individuais.

 Das 10h00 do dia 11 de Maio de 2017, às 17h00 do dia 30 de Maio de 2017, vão ser abertas as candidaturas para a eleição para a Comissão Executiva do COA. A eleição da Comissão Executiva é feita por lista, cuja composição deve estar de acordo com o artigo 29º do Estatuto do COA (Lista única).
Para a aceitação, as listas de candidaturas devem ser subscritas, pelo menos por 30 membros do COA, inclui-se  na lista de subscritores a Comissão Executiva, ainda em exercício, os membros eleitos para a Olimpíada 2013/2016, os representantes das entidades colectivas recém-nomeados, e as entidades individuais para a olimpíada 2017-2020.

O acto de votação para as eleições da Comissão Executiva, deve ocorrer entre as 10h00 e as 16 h00 do dia  10 de Junho. É um requisito indispensável para concorrer a todo este processo, o pagamento das quotas para a  regularização  por parte de cada membro, isto da Olimpíada cessante( 2013-2017) para ter o direito a voto.  Tem direito a voto todos os membros do COA para a Olimpíada 2013/2016. Até ao dia 30 de Junho de 2017, a Comissão Eleitoral procede a tomada de posse.


Comissão Executiva
Gustavo da Conceição encabeça lista 


Ao que tudo indica, o presidente cessante da Comissão Executiva do Comité Olímpico Angolano (COA), na Olimpíada 2013-2017, Gustavo Dias Vaz da Conceição, em função do “convite” formulado   pelo grosso da Assembleia Geral Ordinária da instituição realizada no dia 17 de Fevereiro deste ano,  no complexo hoteleiro "Chá de Caxinde",  na Baixa de Luanda, pode ser o único candidato à sua própria sucessão, na Olimpíada 2017-2020, cujo processo preliminar vai entrar na sua segunda etapa.

Gustavo da Conceição tem uma moção de apoio para a sua continuidade no COA, apoiada pela maioria das Federações Nacionais que já indicaram os seus representantes. Se no primeiro momento, o “número um” do COA, - que já não deve constar na lista dos Deputados à Assembleia Nacional pelo partido MPLA na próxima legislatura, adiou a  decisão de concorrer para mais um mandato do COA (2017-2020), agora a aceitação é mais que evidente. Como na altura, Gustavo da Conceição, visivelmente emocionado, agradeceu a confiança  atribuída e manifestou a necessidade de partilhar a confiança depositada pelos associados com os restantes membros que o acompanharam ao longo desta sua trajectória.

 É possível que  nova Comissão Executiva( direcção) do COA constem nomes como o do vice-presidente Mário Rosa de Almeida, António Monteiro “ Bambino”, actual secretário - geral, Nádia Cruz (tesoureira e presidente da Associação dos Atletas Olímpicos), só para citar alguns, entre outros, que passam a ser conhecidos com a publicação da lista definitiva.

Continuidade
Moção de apoio


Uma moção de apoio, com cinco ( 5) pontos a solicitar a continuidade de Gustavo da Conceição, que tivemos acessos, faz referência ao contributo já dado por este na defesa de todos os desportos e na defesa dos  ideias do olimpismo, nos seguintes termos:
1- Considerando que se faz um balanço francamente positivo da actividade desenvolvida pelo Comité Olímpico Angolano ( COA) ao longo do quadriénio ( 2013-2017);
2- Considerando que esse balanço positivo tem a ver com a gestão rigorosa e parcimoniosa que o actual Presidente do COA tem implementado na gestão da organização;
3
-Considerando a necessidade de catapultar o COA para novos patamares, o que obriga a actualização dos métodos de trabalho, a busca de novos recursos materiais e de novas fontes de financiamento bem como a potencialização dos membros e quadros do COA;
4- Tendo em conta que o conhecimento cientifico e a experiencia acumulada pelo Sr. Dr. Gustavo Dias Vaz da Conceição, no movimento Olímpico Nacional e Internacional, são garantia de sucesso para os desafios que o COA tem de enfrentar;
5- Os subscritores, membros do COA, propõem um voto de encorajamento à frente da Organização “, concluiu o documento que foi subscritos pela maioria dos membros do COA na Assembleia Geral Ordinária de 17 de Fevereiro de 2017.                                                                                                    
JF