Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

COI anuncia rigor nos testes anti-doping

12 de Março, 2016

O director - médico do Comité Olímpico Internacional, Richard Budgett

Fotografia: AFP

O director - médico do Comité Olímpico Internacional, Richard Budgett, revelou à Associated Press que todos os desportistas que vão estar presentes no Rio e que tenham disputado os Jogos de 2008, em Pequim, terão os seus testes de oito anos atrás analisados novamente. Caso o resultado indique alguma substância proibida, os atletas afectados devem ser impedidos de disputar a competição, em Agosto.

Testes referentes aos Jogos de Londres também vão ser reanalisados, mas a maioria vão ter as conclusões após a disputa no Brasil. "A nossa intenção é guardar algumas amostras para utilizarmos os avanços que teremos nos próximos seis anos", relatou o dirigente.

"Queremos proteger os atletas que competem de maneira limpa e estarão no Rio. Queremos garantir que desportistas que trapacearam em 2008 não disputem as Olimpíadas em 2016", garantiu Budgett, que explicou o motivo pelo qual há novas análises: "Novos tipos de testes estão disponíveis agora. As amostras estão em período de reavaliação".

Para o director o processo pode ficar concluído dentro de algumas semanas, e quem testar positivo dificilmente deve vir ao Rio.

"Se descobrirmos alguma coisa, abriremos processo de punição, e dificilmente esses atletas competirão nos Jogos Olímpicos de 2016", revelou o dirigente.