Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Comandantes auguram sucesso na chegada ao Rio de Janeiro

06 de Janeiro, 2014

Veleiros angolanos contam com a concorrência de 39 embarcações na maior regata internacional que partiu da cidade sul africana de Cape Town e termina no Rio de Janeiro

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os comandantes das embarcações Bille e Mussulo III manifestaram sábado o desejo de chegar com sucesso ao Rio de Janeiro, onde termina a regata internacional que partiu da cidade do Cabo, na África do Sul.

Os veleiros do Team Angola, Bille e Mussulo III, já levam dois dias da competição que os leva até a cidade do Rio de Janeiro. A regata internacional conta com 39 concorrentes e tem um percurso de cerca de 13 dias.

Momentos antes da partida, os comandantes dos navios Bille, “capitão” Tita Correia da Silva, com sete tripulantes, e Mussulo III, liderado por José Luís Caldas, composto por nove pilotos, manifestaram o desejo de cumprir a missão, pelo facto de estarem entre as melhores embarcações presentes nesta “aventura”, a mais importante regata do Hemisfério Sul.

“O objectivo é chegar com sucesso ao destino. Estamos preparados para que a nossa bandeira seja vista entre as nações presentes nesta competição internacional”, disse o comandante Tita Correia, do barco Bille.

O seu colega de equipa, que tripula o veleiro Mussulo III, José Caldas, manifestou-se confiante numa boa prestação, apesar de existir uma oposição forte entre as 39 embarcações.

A largada aconteceu a cerca de 12 milhas da terra para o mar, onde os navegadores receberam ordem de largada que os leva até ao Rio de Janeiro, numa cerimónia de alto nível.

Esta é a primeira participação de Angola numa regata deste tipo, desde que o país se tornou independente a 11 de Novembro de 1975.