Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Comisso de gesto mantm regularidade

Helder Jeremias - 14 de Outubro, 2019

Campeonato Angolano de Motocross.

A Comissão de Gestão da Associação Provincial de Motocross de Luanda está satisfeita com o ritmo de trabalhos da presente época, cuja final esta marcada para a primeira quinzena do próximo mês de Novembro, no circuito Jorge Varela, localizado no bairro do Gamek, em alusão aos festejos alusivos ao 44º aniversário da Independência Nacional, que se assinala no dia 11.
Apesar do provincial da capital ter arrancado apenas dia 25 de Maio, numa altura em que tudo apontava para o seu cancelamento, a maior prova tem sido levada a cabo com alguma regularidade, muito por conta do esforço particular dos associados, equipas, pilotos individuais e alguns apoios de particulares a autoridades provinciais.
Coordenados por Osvaldo Gouveia, em substituição de Carlos Moreira, que abdicou do cargo por razões de desentendimento na forma como são geridos os recursos financeiros provenientes dos patrocinadores, os efectivos da Comissão de Gestão já cumpriram com um total de sete provas, das oito previstas, com palco dentro e fora de Luanda, que se traduz na execução de 90 por cento do programa.
Não obstante um arranque tímido e com cerca de dois meses de atraso, os pilotos ofereceram o segundo espectáculo ao público luandense em menos de um mês, isto é, a segunda prova do provincial teve lugar dia 15 de Junho no mesmo local, a qual deu lugar ao Grande Prémio Caconda, na província da Huíla a 22 do mesmo mês.
Contra todas as expectativas, os pilotos das três categorias tiveram o prazer de protagonizar a quarta jornada num outro município daquela mesma província do sul do país, desta feita o Grande Prémio de Quilengues, no dia 27 de Julho, dando fortes indícios de que, muito embora a desfavorável conjuntura económica que o país atravessa, o motocross continua a merecer o carinho de um vasto público ao nível de toda extensão do território nacional.
Com pouco mais um mês sem contemplar os seus pilotos no circuito do Gamek, o público de Luanda voltou a sentir o roncar das motorizadas dia 10 de Agosto, quando os motoqueiros das três categorias (250cc, 150cc e moto 4), juntaram-se no circuito Jorge Varela para a disputa da quinta jornada da competição maior.
A província de Malanje fez jus ao seu estatuto de um dos potenciais pólos de massificação da modalidade quando as autoridades locais fizeram questão de acolher o Grande Prémio Cidade de Malanje para proporcionar momentos de grande alegria ao público local no âmbito das festividades ao dia da cidade, tendo a competição sido disputada dia 14 do mesmo mês.
O Grande Prémio de Malanje, denominado “Kizomba Ku Malange” foi uma homenagem a Liga da Velha guarda de Malanje, fundada em 11 de Setembro de 1989 e deveria ser antecedido do Grande Prémio Nossa Senhora do Monte, na cidade do Lubango, província da Huila, mas os promotores remeteram-se ao silêncio em vésperas da data prevista, facto que ditou o seu cancelamento seu qualquer justificação.
O Grande Prémio Paddock, em homenagem ao antigo piloto Victor Santos “Vitó”, um dos nomes de maior referência no historial da modalidade em Angola, disputado dia 5 do presente mês no circuito do Gamek foi o coroar do sucesso da empreitada, na medida em que confirmou a consagração do título, de forma antecipada, do piloto ao serviço do Team Transchipeta, Fernas Baptista, vencedor das duas únicas edições do Campeonato Angolano de Motocross.