Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Comisso reavalia calendrio

Silva Cacuti - 20 de Outubro, 2018

Fotografia: JA Imagens | Edies Novembro

A comissão técnica da Federação Angolana de Patinagem (FAP) reúne hoje com as direcções técnicas das equipas envolvidas na disputa do campeonato nacional para analisar o cumprimento do calendário da prova, em virtude do cancelamento dos trabalhos da selecção nacional, segundo Luís Octávio, secretário-geral da FAP.
Os trabalhos da selecção nacional, previstos para 29 do corrente a 12 de Novembro, obrigariam a uma paragem do campeonato, após o termo da primeira fase. Tendo sido adiada, \"sine die\", a disputa do campeonato africano das nações, a meia-final da prova nacional, prevista para 15 de Novembro, pode ser disputada antes, tal como a final agendada para 20 de Novembro.
Hoje, a competição prossegue com a disputa da sexta jornada. Às 15h30,  no pavilhão anexo II da Cidadela Desportiva, sem o fulgor que se verifica noutras modalidades, os rivais 1º de Agosto e Petro de Luanda fazem o desafio de maior cartaz da jornada.
Os agostinos, comandados por Henrique Ribeiro, têm favoritismo de sobra. Estão na liderança da competição e detêm um plantel que se diferencia do Petro de Luanda pela maior experiência e também maior ambição. Os militaram jogam para o título, enquanto os petrolíferos, sob comando de Benevides de Almeida \"Vide\", orçamento humilde e aposta em jovens jogadores, procuram lutar para atingir os lugares do pódio.
A Académica de Luanda está na vice-liderança com os mesmos 12 pontos do 1º de Agosto. Os estudantes têm tarefa facilitada, diante da equipa do Exército. Vão vencer e olhar para o resultado do jogo entre os militares e os petrolíferos, com expectativa numa eventual surpresa.
A fechar a ronda, o Instituto Superior Técnico Militar (ISTM) defronta o Hóquei do Lobito; a Marinha de Guerra joga com o Hóquei 300,  enquanto o Estado Maior enfrenta Juventude de Viana.