Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Comit Organizador aguarda aval do ministro

Pedro Futa - 01 de Novembro, 2018

Fotografia: Edies Novembro

O Comité organizador do 58º Campeonato Mundial Militar de corta-mato, a acontecer no próximo dia 10 do corrente, no espaço adjacente ao pavilhão multiusos do Kilamba, em Luanda, está à espera da autorização do ministro da Defesa Nacional, Salviano Sequeira, quando faltam menos de nove dias para o tiro de largada. Angola acolhe pela primeira vez o evento.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, o membro ligado ao Ministério da Defesa Nacional, Jucelino Bento, disse que as condições estão criadas para o certame. Estão inscritos 25 países.
A 58ª edição do Campeonato Mundial Militar de corta-mato é um evento organizado pelo Ministério da Defesa Nacional, sob a égide do Conselho Internacional do Desporto Militar Mundial (CISM).
As delegações participantes começam a desembarcar no país dois dias antes da competição.
A organização vai premiar medalhas para os vencedores e taça para o país campeão, segundo Jucelino Bento.
A competição de Luanda tem a participação da Bélgica, Polónia, Mónaco,  Roménia, Bahrém, Portugal, Rússia, Canadá, Holanda, Equador, Espanha, Suíça, Burkina Faso, Alemanha, Marrocos, Arábia-Saudita, Zimbabwe, Zâmbia, Tanzânia, Eswatini (ex-Swazilândia), Palestina, Luxemburgo, Tunísia, África do Sul e o país organizador. A Hungria organizou o último Mundial no ano passado.
O Conselho Internacional do Desporto Militar é uma organização criada em 1948, em Nice, França, e visa o fomento e a prática do desporto militar.