Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Comité organizador homologa recordes

Álvaro Alexandre - 14 de Fevereiro, 2014

Angola detém o recorde absoluto, com a captura do maior exemplar em todas as classes de linhas.

Fotografia: Jornal dos Desportos

O representante da International Game Fish Association em Angola, Iain Nicolson, também capitão da equipa Marlinheiros,  prestou ontem esta informação ao Jornal dos Desportos, em jeito de balanço das actividades desenvolvidas no ano passado no país.

Angola detém o recorde absoluto, com a captura do  maior exemplar em todas as classes de linhas. Nesta categoria, o pescador norte-americano Thomas Gibson, do Estado de Texas, pescou em Fevereiro do ano passado, na Barra de Kwanza, um exemplar de 49,6kg, passando a ter o recorde absoluto de Barracuda da Guiné (Sphyraena afra). O anterior foi batido em 1992, em Olende, Gabão, com 45,9kg.

O absoluto de Corvina (Pseudotolithus senegallus), com 15,5kg, está na posse do pescador nacional Ary Sousa, dos Azarados. O exemplar foi capturado em Agosto, nas  Palmeirinhas. O antigo recorde era de 13kg e foi obtido em Luanda por José  Henrique Couto da Silva, patrão dos Tubarões Fishing Team.

Recorde por classe de linhas, a Barracuda 49,6 kg, de Thomas Gibson, é também o actual da classe masculina, com linha de  130 libras.  Na classe feminina de linha 30 libras, Ana Campos, dos Azarados,  capturou um Pargo (Lutjanus agennes ), com 14,9kg. O anterior  era de 9,2kg, capturado em 2008, na Barra do Kwanza.