Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Confederao adia deciso sobre Africano

Silva Cacuti - 07 de Maio, 2016

Pedro Godinho est sem argumentos para convencer a Confederao Africana a ceder os direitos de publicidade do Campeonato continental

Fotografia: Jos Soares

A reunião do Conselho da Confederação Africana de Andebol (Cahb) realizada ontem, em Laâyoune, Marrocos, adiou para amanhã a decisão final sobre o palco do XXII edição do Campeonato Africano das Nações de andebol em seniores feminino, inicialmente agendado para 27 de Novembro a 7 de Dezembro, em Luanda.

Segundo apurou o Jornal dos Desportos, o órgão da Cahb composto pelo presidente, vice-presidentes, secretário geral, tesoureiro e presidentes das zonas mostrou reticências em relação à proposta da Federação Angolana de Andebol (Faand), apresentada pelo seu presidente de direcção, Pedro Godinho, que pretende custear a realização da prova com fundos provenientes da venda de publicidade durante o evento.

"Recebemos com satisfação a proposta angolana sobre a alteração do local de alojamento, depois de termos inspeccionado outro local. Achamos também que, desde que haja transporte para as equipas de e para o local de competição, não é relevante que não haja um autocarro para cada selecção. A nossa dificuldade tem a ver com alguns compromissos da Confederação Africana com os seus parceiros, que também visam a exploração dos conteúdos publicitários. Então, o assunto está na mesa e vai voltar a ser abordado no dia 8 (amanhã) noutra reunião do Conselho", disse uma fonte.

A Cahb, segundo consta, tem acordos com alguns parceiros que envolvem o direito da publicidade dos eventos realizados sob a sua égide, daí a dificuldade de aceitar a proposta da Federação Angolana, que foi à reunião sem uma garantia financeira formal para suporte da competição em território angolano.

A competição continental está orçada em cerca de 30 milhões de kwanzas, que devem ser suportados por parcerias junto do empresariado local.

 O Campeonato Africano das Nações sénior feminino vai juntar 10 selecções nacionais em dois grupos preliminares, que apuram as quatro primeiras equipas para os quartos de final.

Angola, caso seja designada, espera receber acima de trezentas pessoas, dos quais 250 atletas, 35 árbitros e oficiais e cerca de 50 jornalistas. A organização de assegurar os alojamentos.

A XXII edição do Campeonato Africano das Nações tinha sido atribuído a Angola em Janeiro de 2014, no Congresso da Confederação continental realizado em Argel, à margem do último campeonato.