Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Congo explora realidades de Angola

Rosa Napoleo - 09 de Novembro, 2019

Vice-presidentes federativos conversaram na sede social da Federao

Fotografia: Edies Novembro

Com o intuito de massificar a ginástica, o vice-presidente da Federação Congolesa, Baudauin Bayungaba Mbimba, trabalhou durante três dias em Luanda com os homólogos angolanos. O visitante manteve encontros de trabalho com Rúben de Carvalho, vice-presidente da Federação Angolana, de quem recebeu garantias do apoio da instituição.
O responsável da ginástica no Congo pretende contar com a experiência angolana para desenvolver a modalidade que está a dar os primeiros passos. Durante a estada, Baudauin Bayungaba Mbimba fez um trabalho de exploração da qualidade competitiva e organizativa das instituições angolanas para a assinatura de futuros acordos de cooperação. Visitou e tomou contacto com a realidade de alguns clubes de Luanda e de infra-estruturas da sede social da Federação.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, Baudauin Bayungaba Mbimba disse que acompanha o desenvolvimento da ginástica angolana e pretende uma parceria que abranja a formação de treinadores.
"Temos visto os feitos de Angola nas competições africanas e reconhecemos que tem muito potencial para ajudar a ginástica do nosso país a crescer", disse.
De recordar que a ginástica nacional já deu passos significativos em África. Em 2014, a selecção somou no campeonato africano 30 medalhas, dos quais 15 de prata e igual número de bronze.  Em 2018, no Egipto, Angola atingiu o saldo de 60 medalhas, das quais seis de ouro, 28 de prata e 26 de bronze.