Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Contra-relógio domina nacional

Isidoro Natalício, em Ndalatando - 28 de Junho, 2013

O Nacional de ciclismo dá fortes pedaladas no Kwanza-Norte e hoje há uma prova de contra-relógio

Fotografia: Jornal dos Desportos

Uma prova de contra-relógio por equipas em seniores masculinos na distância de 63 quilómetros na Estrada Nacional que liga os municípios de Samba Caju e Lucala domina hoje o 23º campeonato de ciclismo de estrada unificado, que decorre desde ontem em N’Dalatando, Kwanza-Norte.

Participam na prova o campeão em título, Benfica de Luanda, três equipas do Kwanza-Norte, Santos Futebol Clube, escola David Ricardo, Núcleos do Rangel, Kilamba Kiaxi, Cazenga (Luanda), assim como representações do Uíge, Cabinda, Bengo, Benguela, Cunene, Huíla, Huambo, Kwanza-Sul, Lunda-Norte e Uíge.

O Benfica afigura-se como potencial candidato. A sua principal coqueluche, Igor Silva, disse que, apesar do potencial reconhecido dos adversários, o grupo dá o seu melhor para a revalidação. “Tenho colegas de grande potencial, já trabalhamos há muito tempo, tenho grande confiança nos meus colegas”.

A competição arrancou ontem, com a realização das provas de contra-relógio individual nas categorias cadetes-juvenis, num percurso de 15 km, e júnior-sénior em 29 km, ambas com partida defronte ao Instituto Médio Agrário de Camuaxi (13 km a Leste de N’Dalatando) na estrada de acesso à vila do Golungo Alto.

Venceu a competição de cadetes-juvenis o ciclista Bruno Araújo, do Sport Luanda e Benfica, com 31 minutos e 27 segundos, seguido do seu colega de equipa Gabriel Cole, com 25 minutos e 36 segundos, e na terceira posição ficou Lucas Camilo, do Hotel Luso de Benguela, ao percorrer a distância em 26 minutos e 16 segundos. Bruno Araújo destrona Joaquim Bento, da escola David Ricardo, que ascendeu à categoria de júnior.

Em juniores, triunfou Mário Carvalho, do Benfica, com 47 minutos e 48 segundos, na posição seguinte classificou-se Vagner Chiquito, da mesma formação, com 53 minutos e 51 segundos, e no terceiro lugar quedou-se Daniel Gombe, do Hotel Luso, com 54 minutos e 39 segundos. O vencedor destrona Sílvio António, da escola David Ricardo, agora já sénior.

Em seniores, o vencedor foi Igor Silva, do Benfica, ao fazer 42 minutos e 50 segundos. Nos lugares imediatos ficaram o seu colega Walter Silva, 45 minutos e seis segundos, e Cruz Tutu, da escola David Ricardo, com 47 minutos e cinco segundos.


Froome enverga dorsal
número um em França


O britânico Chris Froome, da equipa Sky, vai envergar o dorsal número um da centésima edição da Volta a França, que começa no próximo amanhã.

Por direito, o dorsal número um pertencia a Bradley Wiggins mas o também britânico não vai defender o título conquistado no ano passado. Depois do segundo lugar do ano passado, Chris Froome é considerado por muitos o principal favorito à vitória deste ano.