Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Coronavrus fora adiamento do GP da China

13 de Fevereiro, 2020

Fotografia: AFP

O surto de coronavírus, na China, trouxe consequências para a maior categoria do automobilismo mundial. A F1 oficializou, ontem, quarta-feira, o adiamento da prova que seria realizada em Xangai, no dia 19 de Abril. Um comunicado de imprensa foi divulgado. Após decisão, agora, há um intervalo de quatro semanas, entre o GP do Vietname no dia 5 de Abril e o GP da Holanda, a 3 de Maio. 

"Em vista a disseminação contínua do coronavírus e após discussões em andamento com a Federação dos Desportos Automobilísticos da República Popular da China (CAMF) e a Administração dos Desportos de Xangai, o promotor do GP da China,  Juss Sports Group, solicitou, oficialmente, que o GP da China de Fórmula 1, em 2020 seja adiado", diz o comunicado.

"A FIA, juntamente com a Fórmula 1, decidiram em conjunto aceitar este pedido oficial do promotor e adiar o GP da China de Fórmula 1 da FIA, em 2020, originalmente agendado para 19 de Abril."

"Como resultado de preocupações contínuas com a saúde e com a Organização Mundial da Saúde, declarando o coronavírus como uma emergência global de saúde, a FIA e a Fórmula 1 adoptaram essas medidas, para garantir a saúde e a segurança da equipa de viagem, participantes do campeonato e fãs que continuam a ser a principal preocupação."

"A FIA e a Fórmula 1 continuam a trabalhar, em estreita colaboração com as equipas, o promotor de corrida, a CAMF e as autoridades locais, para monitorar a situação à medida que ela se desenvolve. Todas as partes levarão o tempo necessário para estudar a viabilidade de possíveis datas alternativas para o GP, no final do ano, caso a situação melhore."

"O GP da China tem sido uma parte importante do calendário da F1, com muitos fãs apaixonados. A comunidade da FIA F1 espera competir na China, o mais rápido possível e deseja a todos do país, o melhor, durante esse período difícil." Esta é a primeira corrida a ser adiada, desde o GP do Bahrein, em 2011, que acabou cancelado devido a distúrbios civis.

Como revelado, anteriormente, a F1 ainda tenta encontrar uma maneira de inserir a corrida no calendário, no final do ano. Entende-se que o assunto será discutido numa reunião de dirigentes desportivos, com uma ideia a ser explorada: mudar o GP de Abu Dhabi, para dar espaço ao GP da China, em Novembro.