Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

CPA define metas para os Jogos da CPLP

Melo Clemente - 11 de Julho, 2016

António da Luz está preocupado com o silêncio do Ministério da Juventude e Desportos

Fotografia: josé Soares

Conquistar o maior número de medalhas nos Jogos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, competição que decorre de 17 a 24 do mês em curso, em Cabo Verde, constitui prioridade premente da comitiva angolana que segue viagem para o arquipélago no dia 15.O facto foi revelado ao Jornal dos Desportos, pelo António Manuel da Luz, secretário-geral do Comité Paralímpico Angolano (CPA).Apesar das dificuldades financeiras, que marcam a preparação do grupo de trabalho que projecta  os Jogos quer da CPLP, quer dos Jogos Paralímpicos, o executivo do CPA  mostrou-se confiante numa boa prestação da selecção nacional em Cabo Verde.

"A nossa preparação tem decorrido sem qualquer constrangimento, apesar das limitações financeiras. Infelizmente, até hoje (sexta-feira), não recebemos qualquer verba vinda do Ministério da Juventude e Desportos, para melhoramos as condições de treino dos nossos atletas. Existe uma promessa da situação estar resolvida nos próximas horas, se isto acontecer, seria de facto bom, porque estamos mesmo a correr contra o tempo", lamentou António Manuel da Luz.Apesar dos constrangimentos,  o secretário-geral do Comité Paralímpico Angolano assegurou que Angola parte para a referida competição, com objectivo de conquistar o maior número de medalhas.

"Nós temos dominado as competições a nível do continente africano. Por isso, vamos a Cabo Verde, com o único propósito de conquistar o maior número de medalhas, porque temos potencial humano, disse António Manuel da Luz.Quanto ao grupo que  disputa os Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, deve beneficiar de um estágio pré-competitivo, a realizar-se na província do Huambo, antes de partir para o local da competição.