Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

CPLP conquista campeonato

Júlio Gaiano, no Lobito - 01 de Fevereiro, 2016

Festa dos patins continua a agitar a população da cidade de Lobito pela conquista do primeiro título na categoria de juniores

Fotografia: José Soares

A Casa do Pessoal do Porto do Lobito é, desde sábado último, o novo campeão nacional de hóquei em patins de Sub-18 ao derrotar na final disputada no pavilhão gimnodesportivo Miranda Guedes a Académica de Luanda por três golos a dois. A festa de consagração foi testemunhada pelo governador provincial de Benguela, Isaac Maria dos Anjos.

A final do campeonato foi disputada sob o signo de equilíbrio desde o princípio ao fim. Com ataques a toda a dimensão, as equipas respondiam com defesas ousadas e partiam em contra-ataques. A sorte bafejou os caseiros. Três oportunidades resultaram em igual número de golos e consentiram em duas ocasiões.

Para atingir a final, a CPPL venceu nas meias-finais o 1º de Agosto por 6 a 5, após o prolongamento. Ao longo dos 40 minutos regulamentares, os dois contendores terminaram empatados a cinco golos.  Na outra meia-final, a Académica de Luanda suplantou o Atlético do Namibe por 9 a 2. O jogo foi marcado pela superioridade da formação da capital do país ante a fragilidade dos namibenses que estiveram aquém do esperado.

De frustração não é tudo. O 1º de Agosto começou mal e acabou pior. Não soube fazer jus a condição de campeão em título. Arrastou-se ao longo da competição, inclusive, no jogo da consolação para a obtenção do terceiro lugar. A equipa militar teve de recorrer ao prolongamento para derrotar o Atlético do Namibe por 5 a 3. A organização distinguiu Wilson Castro, da Académica de Luanda, como Melhor Guarda-redes, e Mauro, da Académica de Luanda, melhor marcador
com 14 golos.

FESTA
DOS LOBITANGAS

O ceptro conquistado pelo CPPL continua a ser motivo de regozijo e de festa pela massa apoiante na província de Benguela. A cidade do Lobito, sobretudo, vive momentos ímpares, pelo ineditismo alcançado na Angola independente. Contra toda as expectativas, a CPPL surpreendeu ao vencer na final a forte equipa da Académica de Luanda que, ao longo da fase regular, se revelou a melhor do campeonato. Os estudantes de Luanda venceram todos os oponentes ao revelar o poder ofensivo e defensivo na prova.

Perante a "fúria" do adversário, depois do apito final a anunciar a vitória (3-2) dos rapazes treinados pelo professor Nicolau Inglês, a festança dos lobitangas tomou conta da cidade. A conquista do título não foi facilitada. Os comandados de Mário Malungo venderam caro a derrota. A verdade é que o destino há muito estava traçado a favorecer os anfitriões. Os meninos de Nicolau Inglês estavam determinados a triunfar para brindar o feito com a massa apoiante do clube, que ao longo da competição emprestaram calor.

Valeu pela entrega e espírito de conquista reinante no seio da rapaziada. Foram brilhantes ante um adversário que dignificou a vitória pela forma como se bateu na final.  A nota negativa da final foi a envolvência de alguns elementos da Polícia Nacional que, no âmbito da segurança que se impunha, confundiram o treinador da Académica de Luanda com um intruso.

A consagração da CPPL tem outros motivos de interesse. A última vez que os lobitangas festejaram um feito nacional foi há 33 anos, isto é, em 1983, quando na final do campeonato juvenil e, em plena Cidadela Desportiva, a CPPL derrotou o FC de Luanda por 5-3. Agora é a vez de os juniores fazerem o mesmo. A cidade do Lobito continua em festa. É uma festa que promete prolongar-se durante a semana. No entanto, é uma conquista há muito esperada.

O administrador municipal, Alberto Ngongo, promete receber os bravos campeões para a devida confraternização, apurou o Jornal dos Desportos de pessoas próximas àquela entidade da governação do Lobito. Participaram no campeonato nacional de hóquei em patins as equipas do 1º de Agosto, Juventude do Lubango, Atlético do Namibe, Académica de Luanda e o Campeão nacional da equipa da Casa Pessoal do Porto do Lobito.