Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Dados do Cuando Cubango adiam Assembleia Geral

Rosa Panzo - 20 de Junho, 2017

Dados , Cuando Cubango adiam ,Assembleia Geral

Fotografia: Jornal dos Desportos

Para a conclusão do relatório de fiscalização das academias existentes em todo o país, a Comissão Administrativa da Federação Angolana de Jiu-Jitsu busca informações sobre o estado da modalidade no Cuando Cubango, segundo coordenador, Makuntima Baptista.A ausência de dados do Cuando Cubango forçou o adiamento da Assembleia-geral Extraordinária prevista para sábado último na sede da instituição. O surgimento de novos dados da província do Cuando Cubango levou a Comissão Administrativa a abrir uma nova investigação sobre os factos, segundo o coordenador.

\"Tivemos de adiar a realização da Assembleia Geral extraordinária, porque o surgimento dos novos dados do Cuando Cubango vai obrigar-nos a fazer uma investigação profunda\", disse.Mankutima Batista referiu que \"os membros da Associação e de clubes da província de Cuando Cubango não compareceram à Assembleia Geral extraordinária\" na qual foram eleitos, \"nem justificaram as ausências\". Logo, \"não podem surgir do nada\".

O dirigente assegurou que \"o objectivo da Comissão Administrativa é ir ao encontro de dados reais nas províncias, mas infelizmente não foi possível, porque há falta de verbas para custear as deslocações a fim de fazer a fiscalização das mesmas\".Apesar das dificuldades encontradas para a conclusão do processo, Makuntima Baptista assegurou que a equipa continua a trabalhar para que haja transparência no processo que a Comissão Eleitoral da Federação vai assegurar.

O presidente cessante, Nzugi Ndombaxi, venceu as eleições de 10 de Dezembro com 25 votos a favor. O líder da lista B, Ndongala Kiala. candidato derrotado, protestou a validação do processo eleitoral e decidiu-se criar uma Comissão Administrativa em Assembleia Geral extraordinária.A Federação Angolana de Jiu Jitsu foi constituída em 2005 e congrega 54 academias legalizadas em todo o país.

Actualmente, o desporto é praticado nas províncias da Lunda Norte, que controla sete academias, Uíge (6), Zaire (3), Cabinda (3), Bengo (3), Malange (5), Moxico (2), Huambo (2), Cuando Cubango (1), Bié (1) e Núcleo do Cuanza Sul.Nos anos 90 do século XX, começou a expansão de Jiu Jitsu em todo o país. Tudo começou em Luanda, no CAFAM - Centro Angolano de Formação de Artes Marciais, localizado no bairro Palanca. Depois estendeu-se ao bairro da Petrangol com a criação da academia Ranger Mãe e mais tarde a Sam Font, no bairro Kicolo.