Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Dani Pedrosa vence na MotoGP

18 de Agosto, 2014

O piloto está empatado com Giacomo Agostini

Fotografia: AFP

Dani Pedrosa desafiou  a supremacia de Marc Márquez com uma actuação praticamente perfeita. O piloto da vila de Sabadell venceu o Grande Prémio da República Checa e acabou com a sequência vitoriosa do compatriota, que nem ficou no pódio, impedindo um recorde na MotoGP.

Após conquistar a nona pole position na temporada de 2014, Márquez largou mal e logo Andrea Iannone e Andrea Dovizioso ultrapassaram o líder do Mundial. Enquanto isso, Pedrosa saiu da quinta posição do grid de largada para disputar o primeiro lugar.

Márquez foi ficando para trás do pelotão e Dani chegava cada vez mais perto dos líderes até que conseguiu ultrapassar os dois italianos. Neste momento, Valentino Rossi também entrou na luta por um lugar no pódio e passou a perseguir o líder do Mundial, que chegou a ficar em terceiro.

Com "chances" de ultrapassar o piloto espanhol, Rossi aumentou o ritmo e pressionou o adversário até aos minutos finais. Assim que foi ultrapassado, Márquez ficou muito para trás e confirmou o quarto posto do GP da República Checa.

Dani Pedrosa segurou-se na ponta até aos minutos finais da prova. O piloto ultrapassou a linha de chegada com o tempo de 0.410 segundos de vantagem sobre Lorenzo, segundo colocado. Rossi chegou 4.849 segundos depois do líder.

Com o resultado, Márquez perdeu a possibilidade de se tornar o primeiro piloto da história da MotoGP a vencer todas as 11 primeiras corridas da temporada. Por enquanto, o piloto fica empatado com Giacomo Agostini que tem o recorde de dez vitórias seguidas.

MOTO GP
Miguel Oliveira sétimo no GP República Checa

Miguel Oliveira foi ontem sétimo classificado na corrida de Moto3 do Grande Prémio da República Checa, 11.ª prova do Mundial de motociclismo de velocidade, ganha por Alexis Masbou (Honda). No circuito de Brno, o piloto de Almada largou no quinto lugar da "grelha" e nunca conseguiu andar acima dessa posição ao longo das 19 voltas, embora tenha rodado sempre no pelotão da frente.

Oscilando entre o oitavo e o quinto posto, Miguel Oliveira acabou por terminar em sétimo, a 47 centésimos de Alexis Masbou, que aos 27 anos obteve o primeiro triunfo da sua carreira, apesar de ser um "veterano" da categoria inferior, em que cumpre a décima temporada.

Num final emocionante, como quase sempre são os das corridas de Moto Três, Masbou entrou para a última volta em sexto e cortou a meta como vencedor, à frente de Enea Bastianini (KTM) e de Danny Kent (Husqvarna), que deixaram atrás de si Alex Marquez (Honda) e Jack Miller (KTM), segundo classificado e líder do Mundial, respectivamente.

 Alex Rins (Honda) protagonizou uma situação insólita, quando começou a festejar a vitória na penúltima passagem pela meta pensando que a corrida tinha terminado. O piloto rapidamente se apercebeu do erro, mas foi impossível recuperar o tempo perdido e acabou em nono.

Após esta prova, Miguel Oliveira caiu uma posição no Mundial de pilotos, ocupando o nono lugar, com 71 pontos e em igualdade com Bastianini, oitavo. Jack Miller comanda, com 169 pontos, mais 23 do que Alex Marquez, que desalojou da segunda posição Efren Vazques (Honda), agora terceiro com 145.