Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Dário António vence GP Europcar

Álvaro Alexandre - 24 de Março, 2014

Ciclista do Benfica de Luanda sem adversários à altura durante a prova de circuito fechado que contou para o Campeonato Provincial da modalidade disputada na Marginel

Fotografia: Jornal dos Desportos

Dário António, do Benfica de Luanda, foi o vencedor do Grande Prémio Europcar. O totalista da VII prova do calendário de competições da Associação Provincial de Ciclismo de Luanda foi o melhor ao conquistar as etapas de estrada de 79 km e de circuito fechado de 30 km, e ajudou o Benfica de Luanda a arrebatar o contra- relógio por equipas.O ciclista Dário António provou ontem, que é o actual «mandão» da modalidade na cidade de Luanda. As suas competências atléticas são postas em causa apenas por Igor Silva, actualmente a exercer a sua actividade na província de Benguela.No circuito fechado de 30 km, realizado na Marginal de Luanda, ficou em primeiro lugar, com 57 minutos e 33 segundos. A posição de líder partilhou-a com Cruz Tutu e Gabriel Cole, ambos do Benfica de Luanda.

Em quarto e quinto ficaram o benfiquista Bruno Araújo (57"36) e o santista Osvaldo Jacinto (1"04'00).Na prova de estrada de 79 km, disputada na Centralidade do Kilamba, o resultado foi o seguinte: Dário António (1"57'00), Gabriel Cole e Mário de Carvalho (ambos com 1"59'00), Osvaldo Jacinto e Bruno Araújo (ambos com 2 horas).Na classificação geral destacou-se na liderança o Dário António (Benfica), com 3"46'07- Bruno Araújo (Benfica), com 3"48'46- Cruz Tutu (Benfica), com 3"50'21- Gabriel Cole (Benfica), 3"52'25;- e  Mário de Carvalho ( Benfica), com 4"00'26, do primeiro ao quinto lugar, respectivamente.Em master, o vencedor foi José Marinho e foi seguido por João de Almeida e Jaime. Por equipas, o triunfo coube ao Benfica de Luanda e o Santos Futebol Clube de Angola foi o segundo classificado. O Núcleo do Ciclismo do Rangel não pontuou, por ter desistido ao meio do percurso da etapa de contra- relógio por equipas.

Moto GP
Márquez inicia época
com pole no Catar


 Marc Márquez,   em defesa do título mundial  conquistado em 2013 , mostrou que continua a ser o competidor a ser batido em 2014 na MotoGP.Depois de actuações apagadas nos primeiros treinos livres, o actual campeão novamente assumiu o primeiro lugar no Grande Prémio do Catar ao cravar 1min54s507.Com a marca, Márquez garantiu a Honda na primeira colocação da grelha de largada e superou as equipas menores, que estavam a  apresentar  bons resultados na sexta-feira. Álvaro Bautista, um dos melhores nos primeiros treinos fechou em segundo, 0s057 mais lento do que Márquez.Assim como nas primeiras sessões, Bradley Smith novamente manteve a satélite à frente da equipa oficial (Yamaha) e garantiu o terceiro lugar, alcançou  pela primeiro vez o top 3 na grelha. Enquanto isso, a Ducati teve Andrea Dovisioso na quarta colocação, 0s137 atrás do campeão mundial.

Sem estar acostumado  a nova Yamaha, Jorge Lorenzo não conseguiu competir de igual para igual com Márquez e ficou  na quinta colocação, com 1min54s661. Quem também ficou longe  de repetir os resultados a que está acostumado foi Dani Pedrosa, que colocou a segunda Honda em sexto, 0s196 mais lento do que o companheiro de equipa.O sétimo posto ficou com Stefan Bradl, seguido por Cal Crutchlow, que registrou o giro de 1min54s888 e vai  largar em oitavo em sua primeira corrida pela Ducati. Completam o top 10 Aleix Esparagaró e Valentino Rossi, que largam na nona e na décima colocação, respectivamente. Grande decepção da sessão, Espargaró era um dos nomes para brigar pela «pole» depois dos resultados apresentados nos treinos, mas, após duas quedas, o piloto completou apenas quatro voltas.