Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

David e Caxita so apostas da Federao no torneio Internacional

?lvaro Alexandre - 18 de Maio, 2017

O torneio internacional de xadrez

Fotografia: Jornal dos Desportos | Edies Novembro

O secretário-geral da Federação Angolana de Xadrez (FAX), Manuel Pedro, acredita nas potencialidades dos Mestres Internacionais David Silva e Esperança Caxita, ambos do Progresso do Sambizanga, que vão participar da 52ª edição do torneio internacional \"Memorial Capablanca\", prova a decorrer de 26 deste mês a 6 de Junho, na província de Matanzas (Cuba), em que a primeira meta é alcançar o título de Grande Mestre.

\"A direcção da Federação reconhece as potencialidades destes jovens xadrezistas. Estão com as mentes abertas, e com muita probabilidade de transformar os grandes desafios em alegrias para o povo angolano. Cuba é o ponto de partida, para chegarmos ao título de Grande Mestre\", afirmou o secretário -geral da FAX, Manuel Pedro.

A escola de xadrez cubana é uma das referências dos angolanos. \"Os dois atletas nacionais eleitos, pela direcção da FAX, serão a segunda aposta. A primeira participação de Angola no certame, que homenageia o Grande Mestre Cubano, José Raúl Capablanca, campeão do mundo em 1921 e 192, foi em 2015 e estreou-se com o Mestre Internacional Adérito Pedro\", acrescentou.

Para além de disputarem a 52ª edição do torneio internacional \"Memorial Capablanca\", os Mestres Internacional David Silva vão manter um estreito convívio com um conceituado professor de xadrez cubano, e a finalidade será potenciar o intelecto. \"O projecto inclui duas grandes etapas, a primeira, de aperfeiçoamento atlético, e a segunda, de participação em torneios de grande nível.

O Grande Mestre cubano vai realizar um estudo minucioso sobre as qualidades individuais, e a partir das valências que serão apuradas, o técnico vai elaborar um programa especifico de treinos. O mesmo vai culminar com a obtenção do título de GM\", concluiu.

PROVINCIAL
Quarta jornada centraliza atenções



Osnilques Kaquebo e o Domingos Chibungula disputam hoje às 10 horas, no Hotel Boleth Sallu, no Cunene, a partida de cartaz da IV jornada do Campeonato Nacional de Juniores masculino.

Os protagonistas da partida do dia, transportam resultados diferenciados. O Domingos Chibungula teve uma ligeira "depressão".  Por falta de determinação absoluta consentiu um empate, diante de Luís Francisco.

O opositor entra para a batalha galvanizado. A vitória obtida na partida,  que defrontou Edmilson António , é  motivo suficiente para encarar o próximo confronto com espírito vitorioso, e consumar a posição de líder, lugar que partilha com o Domingos  Chibungula e o Josemar  Cabingano, todos com 2,5 pontos cada.

As partidas complementares da referida jornada, são as seguintes: Luís Francisco defronta  Josemar Cabingano, Denilson dos  Santos enfrenta  Paulo Cabuco, Alexandre  João mede força com  Estêvão Sousa, Clésio  Agostinho  recepciona  Edmilson António, Eduardo  Epalanga joga com  Joelson Ricardo, Fernando  Ferraz  disputa o ponto com o Telson Fernando, Alberto  Sabino enfrenta  Osvaldo David e José  Caquinda defronta  Manuel Eugénio.

A III ronda do Campeonato Nacional de Juniores Masculino produziu os seguintes resultados: Edmilson António perdeu diante de Osnilques Kaquebo, Osvaldo  David foi abatido pelo atleta Alexandre João e Manuel Eugénio cedeu a vitória ao adversário Fernando Ferraz.  Josemar Cabingano derrotou  Clésio Agostinho, Paulo  Cabuco aniquilou  Eduardo Epalanga, Joelson  Ricardo venceu  Alberto  Sabino e Telson  Fernando superou no tabuleiro  José Caquinda.  Domingos  Chibungula  empatou no confronto com Luís Francisco e Estêvão Sousa repartiu o ponto com  Denilson dos Santos. 

Após à concretização da III jornada do Nacional de Juniores Masculino, a classificação foi a seguinte: Domingos  Chibungula  (2,5), Josemar  Cabingano (2,5), Osnilques  Kaquebo (2,5), Luís  Francisco ( 2), Denilson dos Santos (2), Alexandre  João (2), Estêvão  Sousa (2), Paulo  Cabuco (2), Edmilson  António (1,5), Clésio  Agostinho (1,5), Joelson  Ricardo (1,5), Osvaldo  David (1), Eduardo  Epalanga (1), Fernando Ferraz (1), Telson Fernando (1), Alberto  Sabino (0,5), Manuel  Eugénio (0,5) e José  Caquinda  (0).
Álvaro Alexandre