Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Demitidos do Parque Olímpico protestam

08 de Janeiro, 2016

Cerca de 300 operários que trabalharam na construção do Centro Olímpico de Ténis do Rio de Janeiro realizaram ontem um protesto em frente ao local. Eles foram demitidos em Dezembro e alegam não ter recebido o último salário e a rescisão trabalhista.

O Centro Olímpico de Ténis faz parte das instalações do Parque Olímpico da Barra e já recebeu o evento-teste da modalidade, em Dezembro de 2015. No último mês, a Prefeitura do Rio de Janeiro informou que as obras das instalações estão 90% concluídas.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil (Sintraconst), o Consórcio Ibeg/Tangram/Damiani, que demitiu os operários, alegou não ter feito os pagamentos porque não teria recebido repasse de verbas da Prefeitura.

Este é segundo protesto consecutivo de trabalhadores envolvendo os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016. Na terça-feira, 30 operários que actuam na reforma do Centro Aquático Maria Lenk fizeram paralisação de advertências.

Contratados há um mês, eles alegam não terem recebido de volta suas carteiras de trabalho assinadas e reclamam da forma como o vale transporte é pago. Segundo o Sintraconst, há ainda desvio de funções já que funcionários empregados como serventes trabalhavam como marteleteiro ou operador de máquinas.