Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Despique por Montreux na fase decisiva

Silva Cacuti - 01 de Abril, 2019

Luta por um lugar na seleco nacional agita os pr-convocados

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

Começa hoje a derradeira semana de trabalho no país da pré-selecção nacional de hóquei em patins que vai a Montreux, Suíça, disputar a 67ª edição da Taça das Nações. Hoje, a equipa orientada por Fernando Fallé começa a fazer trabalho de campo até cinco do corrente, dia previsto para o treinador definir os sete jogadores para o estágio em Portugal. Em terras lusas, o grupo vai estar completado com a integração dos hoquistas que evoluem na Europa.

É, por isso, uma semana de árduo trabalho em que cada atleta vai apresentar as suas capacidades técnicas para convencer o treinador. Fallé trabalha com um grupo de 13 jogadores, alguns dos quais não estiveram na pré-convocatória para o primeiro Campeonato Africano das Nações que Angola acolheu e conquistou em meados de Março último.

Integram a pré-convocatória Estevão Dala, Dorivaldo Francisco, Wilson de Castro, Bruno dos Santos, Adilson Diogo "Pi", Walter Estevão Bernardo, Francisco Luís "Guedes", Flávio Cunha, Argentino Agostinho "Tino", Anderson Silva "Nery", Sérgio Lukukurico", Josemar Tavares "Zidane" e Francisco Eduardo "Chiquinho". No final da semana, o seleccionador nacional vai ter apenas sete atletas para levar à Europa. Angola começa o estágio a 8 do corrente e encerra-o em vésperas do primeiro jogo do torneio diante da Espanha, no dia 17 do corrente.

Angola disputa o torneio de Montreux no quadro da preparação para o campeonato mundial que se joga em Barcelona, Espanha. A selecção nacional está inserida no grupo B preliminar, juntamente, com as similares de Espanha, Portugal e a Suíça. No grupo A estão as selecções da Argentina, Itália, França e a equipa Montreux HC, anfitriã da prova.Angola vai disputar o campeonato do mundo no grupo de elite, depois de se ter sagrado campeã africana. No jogo da final, o mais importante, derrotou Moçambique por 5-3.