Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Desportistas homenageiam Presidente

29 de Agosto, 2014

Presidente da República conviveu ontem com atletas da Academia do Futebol de Angola no dia do seu aniversário natalício assinalado ontem

Fotografia: Rogério Tuty

De acordo com uma nota de informação, a actividade realiza-se às 15h00 nas instalações da Galeria dos Desportos, situada no complexo desportivo da Cidadela.

“O reconhecimento e agradecimento público pelo papel em prol do desporto em Angola de Sua Exa. o Presidente da República é o mote desta Homenagem que a Galeria dos Desportos e o Movimento Nacional Espontâneo decidiram promover como forma de simultaneamente assinalar o seu 72º aniversário, que se comemora a 28 de Agosto. A homenagem é pois um tributo que colectivamente os agentes do Desporto prestam”, lê-se no comunicado.

A homenagem vai englobar dois momentos, a inauguração de uma exposição com um espólio de mais de 100 fotografias, intitulada “Eng. José Eduardo dos Santos – O Papel do Cidadão e do Estadista na Afirmação do Desporto em Angola”, patente no piso um da Galeria dos Desportos. Uma cerimónia está também reservada, a decorrer no auditório “0”, que vai contar com a participação de várias individualidades, como antigos e actuais atletas, dirigentes e técnicos, entre outros agentes ligados ao mundo desportivo, que vão prestar testemunho sobre a relevância do papel do Presidente da República no desenvolvimento do desporto em Angola e a sua afirmação no mundo.

A exposição fotográfica vai estar patente ao público a partir de amanhã, na Galeria dos Desportos que se situa nas instalações do Complexo da Cidadela.


APOIO DO PRESIDENTE

O antigo secretário de Estado de Educação Física e Desportos (SEEFD), Rui Mingas, destacou a disponibilidade do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, na candidatura de Angola à organização dos II Jogos da África Central em 1981.

Mingas disse à "Rádio 5", por ocasião do 72º aniversário natalício do Chefe de Estado angolano, assinalado ontem, ter sido um acto marcante para a vida do desporto nacional, dois anos depois do mais alto mandatário da nação ter sido empossado (1979), após falecimento do primeiro Presidente da República, António Agostinho Neto.

“Fui ao Camarada Presidente colocar esta preocupação de Angola poder apresentar a candidatura para organizar os II Jogos da África Central. Felizmente, o Senhor Presidente congratulou-se com a iniciativa”, afirmou.

Mingas destacou igualmente o desempenho do Chefe de Estado no desenvolvimento do desporto angolano, sobretudo no apoio às Selecções Nacionais em todas as modalidades.


OPINIÃO
Cidadão dedicado ao país e ao desporto


Um dos aspectos de maior relevo de José Eduardo dos Santos, como cidadão do desporto, está ligado ao facto de, não apenas como Presidente da República, se mostrar atento às transformações desportivas nacionais numa perspectiva de futuro, materializando o princípio segundo o qual o desenvolvimento do desporto começa nos escalões de formação, numa interpretação das incidências da pirâmide desportiva.

É assim que José Eduardo dos Santos, antigo extremo esquerdo das equipas de futebol do ex-Liceu Salvador Correia (actual Mutu Ya Kevela), Ginásio Futebol Clube e do Futebol Clube Luanda, se tem mostrado particularmente preocupado com o desporto das camadas jovens, estando directamente ligado à criação da Academia de Futebol de Angola (AFA), da qual é o patrono.

O seu empenho pessoal na organização e no apoio à comissão organizadora do primeiro Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins em África, que Angola organizou no ano passado, assim como à Selecção Nacional sénior de futebol que a partir do próximo dia 6 dá início, em Libreville, frente à selecção do Gabão, à sua participação no acesso à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN)-2015, em Marrocos, deve ser visto como incentivo aos desportistas angolanos para que tenham um desempenho positivo nas frentes em que estiverem engajados, quer no continente africano, como noutras partes do globo.

Essas e outras actividades de José Eduardo dos Santos são desenvolvidas em torno do desenvolvimento do desporto angolano e da edificação de infra-estruturas adequadas, não obstante o Executivo contar no seu organigrama com um departamento que se ocupa da aplicação da sua política desportiva, designadamente, o Ministério da Juventude e Desportos.

Ainda paira na nossa retina, quando na década de 80, para o “Jornal de Angola”, cobríamos no antigo complexo presidencial do Futungo de Belas, os torneios de futebol de salão “Indústria”, organizados pelo competente Ministério, o facto de mais do que uma vez, José Eduardo dos Santos aconselhar os elementos da sua segurança pessoal a deixarem os seus adversários jogarem à vontade (de maneira limpa), quando por alguma razão intervinham numa truka, “maduro” (bola dividida), ou noutra disputa de bola a dois. António dos Santos França “N’Dalu” e Justino Fernandes, também antigos atletas de eleição, eram alguns dos que tomavam parte naqueles torneios.

Ao contrário de diversos comentários que se têm ouvido em alguns círculos da capital do país e não só, as iniciativas de carinho e de apoio do Chefe de Estado de Angola às manifestações desportivas não devem ser encaradas como forma de aproveitamento político em favor do partido MPLA, do qual é seu presidente. Trata-se de um procedimento normal, uma vez que além de responsável máximo dos militantes, simpatizantes e amigos do partido no poder, José Eduardo dos Santos, enquanto mais alto mandatário do Estado, é o Presidente de todos os cidadãos possuidores da nacionalidade angolana.

É assim que as manifestações de apoio e de incentivo que José Eduardo dos Santos, enquanto Presidente da República, expressa ao desporto, devem ser seguidas por todos os angolanos, independentemente da sua opção política, cor da pele, classe social e crença religiosa. Devem igualmente ser interpretadas como um factor de união entre todos os angolanos, uma vez que, como Chefe de Estado, assume-se como representante dos seus compatriotas.

Todos continuamos a ser poucos, pelo que não se deve descurar que o apoio, mesmo à distância, contribui para a elevação do astral dos atletas nacionais, ao qual os mesmos devem corresponder com acções positivas que se traduzem em resultados igualmente positivos.
 Leonel Libório


NO DESPORTO
Kangamba reconhece
empenho de Dos Santos


O presidente do Kabuscorp Sport Clube do Palanca, Bento Kangamba, reconheceu o contributo pessoal do Chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, no desenvolvimento do desporto nacional.

Em declarações à Angop, por ocasião das comemorações do 72º aniversário natalício do Chefe de Estado, assinalado ontem, Bento Kangamba realçou que os níveis alcançados devem-se ao seu empenho como antigo desportista.

“Hoje somos uma nação respeitada na arena internacional, em diversas modalidades. Temos muitas infra-estruturas de referência, facto que constitui um testemunho sobre a relevância do papel do Presidente da República no desenvolvimento do desporto e a sua afirmação no mundo”, sublinhou.


MENSAGEM
FAF felicita aniversariante


A Federação Angolana de Futebol felicitou o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, pela passagem do 72º aniversário que ontem se assinalou. Numa nota a que a Angop teve acesso, o órgão reitor do futebol nacional considera o Presidente um homem de luz, especial para o futebol angolano e para o desporto em geral.

A FAF destaca o seu contributo em prol da modalidade no país, assim como o acompanhamento constante dos jogos das Selecções Nacionais. O documento realça o carinho que o Presidente tem proporcionado à Academia de Futebol de Angola (AFA), voltada à formação académica e desportiva.

A mensagem de felicitações ao Chefe de Estado refere ainda que tem sido uma fonte de grande inspiração para todos os angolanos.


Jacob exalta apoio do Governo

O presidente da Federação Angolana de Ginástica, Auxílio Jacob, enalteceu ontem o empenho do chefe do estado angolano, José Eduardo dos Santos, na criação de políticas de desenvolvimento, construção de infra-estruturas e apoios às preocupações desportivas da juventude.

O líder da ginástica no país, que falava em declarações ao Jornal dos Desportos, em alusão ao 72º aniversário do Presidente da Republica, José Eduardo dos Santos, referiu que o país vive hoje novos tempos no desporto, fruto dos programas de melhoramento das condições desportivas em todas as regiões do país.

Auxilio Jacob afirmou que os jovens têm sido os principais beneficiários destes programas.

"Temos hoje um maior número de empreendimentos para a prática do desporto, que tem permitido a ocupação dos tempos livres da juventude com actividades físicas em recintos, campos e largos construídos em quase todos os municípios, e regiões do país. Isso tem permitido também um aumento significativo de pessoas a praticarem actividade física, elevando assim a sua qualidade de vida", disse.

Do ponto de vista estratégico, o dirigente realça que existe hoje vários programas de  auscultação dos problemas da juventude, orientados pelo Presidente da República.

"Temos hoje muitas das preocupações da juventude já seleccionadas. Uma das maiores queixas da camada jovem prendia-se com o facto e haver poucos centros comunitários, ginásios, estádios, multiusos entre outros, que penso estarem a ser colmatadas. Vários  programas de formação em ramos das distintas modalidades, têm sido realizados, na procura de melhorar cada vez mais a condição da camada mais importante de qualquer  nação que é a juventude", salientou.

Auxílio Jacob reafirma que tem beneficiado da ajuda do Governo na própria  modalidade, a ginástica. "Hoje já temos maior facilidade em encontrar um ginásio para a pratica da modalidade, e já há previsões desse bem se estender em todas as províncias onde se pratica a modalidade. É por conta dessas infra-estruturas e apoios, que a ginástica tem conseguido os resultados inéditos que todos conhecemos, tanto nacionais como internacionais", afirmou.

Para o presidente Federação Angolana de Ginástica, a regulamentação da Lei do Sistema do Desporto, já tem surtido os seus efeitos, com a criação dessas condições para a prática do desporto em todo o território. Para ele, "os jovens estão cada vez mais atraídos a deixarem as más praticas e enveredarem pelos bons valores da sociedade, praticando desportos ou actividades físicas".


FEITOS DO PR
"Um exemplo a seguir"

Alexandre Canelas não tem dúvidas que o Presidente da República não tem poupado esforços de, mesmo ao nível da modalidade que melhor domina, dedicar algum do seu prestimoso tempo para conceder alguns conselhos a jogadores nossos, quer os mais experimentados quer os mais jovens.

"É de todo louvável, porque é sempre uma manifestação de carinho e afecto de uma entidade do seu nível e dimensão e carismática. Isso representa sempre um forte factor de motivação para qualquer jogador angolano ser aconselhado pelo seu Presidente, um ex-praticante, mas que nunca deixou o desporto", admitiu.

O Presidente da República, segundo ainda o dirigente desportivo, nunca se desligou do desporto e mesmo nos seus tempos livres , sempre que pôde vai praticando desporto, numa imagem clara de que vive também para o desporto.

"É verdade que o Presidente já deu muito mais quando tinha também outra frescura física, porque já tivemos o privilegio de jogarmos com ele nos torneios que realizavam e o Presidente José Eduardo dos Santos tinha a sua equipa e defrontámos várias vezes como adversário, mas sempre com aquele respeito e admiração que sempre o merecemos", finalizou.
PC


ALEXANDRE CANELAS (DIRIGENTE)
"O nosso Presidente nunca se desligou do desporto"

O vice-presidente do Interclube, Alexandre Canelas, assegurou ontem que os níveis de  desenvolvimento e de sucesso competitivo alcançado hoje pelo desporto angolano deve-se, em grande medida, ao esforço e atenção pessoal proporcionado pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

O dirigente da equipa da Polícia Nacional, que falava no âmbito das comemorações do 72º aniversário do Chefe de Estado, assinalado ontem, dia 28 de Agosto, fez questão de sublinhar que o Presidente da República é um homem do desporto e, como tal, jamais virou costas à causa desportiva no país.

"Não devemos esquecer, primeiro, que o Chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, foi um praticante de futebol. Desde a tenra idade que o Presidente da República praticou desporto e, como tal, isso está no sangue e na veia, porque mesmo no exercício das suas funções, enquanto ex-praticante e amante do desporto, sempre prestou o seu apoio para o crescimento e afirmação de muitas modalidades", disse o principal gestor do futebol do Interclube.

Alexandre Canelas acrescentou que os elogios ao papel determinante exercido pelo Chefe de Estado não se resumem ao apoio dos projectos levados a cabo pelo Executivo. "Muito pelo contrário", garante ele, destacando que quer no hóquei, andebol, futebol, basquetebol e, mesmo naquelas modalidades tidas como de menor expressão, o Presidente José Eduardo dos Santos tem marcado presença frequente, sobretudo durante a organização de campeonatos internacional no país.

"O nosso Presidente nunca se desligou do desporto. Tem-no no sangue, por isso, está  presente em todas as acções desportivas de grande vulto. Mesmo naquelas em que, aparentemente, não tem grande simbolismo, mas como homem do desporto está sempre presente e mobilizador nato, tem motivado a juventude à prática do desporto",  asseverou Alexandre Canelas.
PAULO CACULO

PR apela à atenção especial dos sub-10

O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, apelou ontem quinta-feira, em Luanda, a uma atenção especial ao escalão de sub-10, para o desenvolvimento do futebol angolano e maiores alegrias ao país no futuro.

Ao falar durante um convívio com alunos da Academia de Futebol de Angola (AFA), em alusão ao seu 72º aniversário natalício (que se assinalou ontem), o Chefe de Estado, depois de assistir quatro jogos entre instruendos da instituição, referiu ter observado atletas talentosos e com capacidade de serem grandes promessas no futuro.

“Quero agradecer esta acção da AFA pelo trabalho que está a fazer e dar os meus parabéns a todo o colectivo, em especial a sua direcção, que em um ano de existência já podemos verificar que aqui sairão grandes jogadores e vão dar muita alegria ao país”, disse

O Chefe de Estado afirmou ter gostado concretamente da equipa de sub-10, que já demonstrou talentos para o futuro, o que não quer dizer que os outros são menos talentosos, acrescentando  que as crianças já dominam os conceitos básicos do futebol moderno. “Temos esperança que daqui sairão grandes jogadores".       
               
Além da aposta na categoria do futebol, o estadista angolano lembrou ainda a necessidade da partilha e solidariedade, para que os ganhos do país sejam maiores. “É bom partilhar e ser solidário, porque na partilha está os ganhos”, frisou.   
   
Depois de ter partilhado alguns momentos de execução de domínio de bola, passes e dribles com as crianças, principalmente com o aluno Osvaldo Lourenço Manuel, de 10 anos de idade, o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, acompanhado da Primeira-dama, Ana Paula dos Santos, fez o corte do bolo, na mesa posta no centro do relvado do campo da AFA.     

No acto de saudação  aos atletas o Presidente mostrou aos presentes que é um homem  do desporto. Durante sete minutos  testou  os conhecimento pratico do jovem  Osvaldo Lourenço, de 10 anos de idade. O chefe de estado executou  alguns dribles e domínio de  bola  o que deixou a plateia  vibrante e desafiou o jovem a repetir o gesto.

Já o jovem atleta  da AFA, Osvaldo Lourenço  mostrou-se impressionado com os "toques" do chefe de estado. " O camarada presidente  tem muito  conhecimento do futebol. Foi muito bom ter  treinado um pouco  com ele " salientou o  jovem atleta da AFA.    


UM ANO DEPOIS
Academia tem mascote


Academia de Futebol de Angola aproveitou para lançar as duas mascotes  da escola,  nomeadamente o Capitão AFA e a Golinha, que doravante vão acompanhar as actividades da escola, uma cerimónia acompanhada por várias individualidades, entre membros do governo e da sociedade em geral.

A AFA é um projecto de educação de jovens e busca lançar talentos para o futebol nacional. Inserida no complexo de Belas e com o apoio do Estádio de Futebol da Glória, possui infra-estruturas de qualidade que disponibilizam condições de excelência para a prática do futebol, da educação e do rigor desportivo.

Para além da Academia de Formação de Atletas e das Escolinhas de Futebol, conta ainda com diversas salas destinadas à formação de treinadores de futebol, treinadores de guarda-redes, gestores desportivos, psicologia do desporto e reabilitação desportiva.

A Academia de Futebol de Angola, cujo patrono é o próprio Chefe de Estado, foi inaugurada dia 30 de Agosto de 2013.
VALÓDIA KAMBATA


RECONHECIMENTO
Mandumba engrandece
empenho do Presidente


O desporto angolano tem como referência incontornável a figura do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, afirmou nesta quinta-feira, em Luanda, o ministro da Juventude e Desportos.

Ao falar à imprensa momentos antes da visita do Chefe de Estado às instalações da Academia de Futebol de Angola (AFA), Gonçalves Muandumba considerou o chefe de estado “ um grande homem do desporto” pelo seu empenho na criação de políticas de desenvolvimento, construção de infra-estruturas e, sobretudo, apoio aos escalões etários.

“Com a sua entrega e seu empenho estamos aqui para trabalhar e tornar Angola numa potência mundial como é desejo do Presidente da República e de todos os angolanos”, frisou.

O ministro parabenizou o Presidente da República pelo 72º aniversário que hoje se assinala, em nome de todos os angolanos e dos desportistas em particular.