Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Destituio do presidente Nzuzi Ndombaxi

Rosa Napoleo - 31 de Dezembro, 2018

Por dificuldades financeiras e econmicas, a Federao realizou-se poucos eventos desportivos.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A destituição de Nzuzi Ndombaxi da presidência da Federação Angolana de Jiu-jitsu marcou pela negativa a época desportiva 2018. O Conselho Técnico decidiu em conjunto com os associados provinciais afastar o presidente das suas funções, depois de várias averiguações nos processos, relatórios e contas da instituição. Em sua substituição, Ndongala Kiala Pangue foi eleito para exerceu o cargo até às próximas eleições.
Nzuzi Ndombaxi ascendeu ao caldeirão máximo em 2011 para terminar o mandato do presidente cessante. Em 2012, foi eleito com a maioria de votos dos associados à presidência da Federação até 2016. No mesmo ano, foi reconduzido para dar continuidade do mandato até 2020.
A selecção nacional sénior masculina participou no Campeonato Africano em Casa Blanca, Marrocos. Justino Kiala (-62kg), Danilo Kinanga (-56kg), Daniel António (-62kg), Danilson Lopes (-56kg), Maquito Paxe (-69kg) e Manuel Mulamba (-94kg) estiveram em evidência.
Internamente, foram disputados os campeonatos provinciais e nacional de seniores. O último decorreu na cidade de Ndalatando, província do Cuanza - Norte.
A selecção de Luanda, com seis medalhas de ouro, uma prata e igual número de bronze, foi a campeã. Uíge ficou em segundo, com duas medalhas de ouro, quatro de prata e duas de bronze e a Huila terminou na terceira posição com uma de ouro e igual número de prata e de bronze.
A Federação realizou uma acção formativa em Menongue, província do Cuando Cubango. O curso de capacitação para treinadores e de árbitros foi dirigido por Nfumo Lukoki Vicente (vogal de direcção) e Nzuzi Mavinga (presidente do Conselho de arbitragem).
Por dificuldades financeiras e económicas, a Federação realizou-se poucos eventos desportivos.