Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Direco de Matias Castro e Silva extinta hoje em Assembleia

H?lder Jeremias - 18 de Fevereiro, 2017

Matias Castro e Silva deixa a Federao com o sentimento de dever cumprido

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os corpos gerentes da Federação Angolana de Ténis reúnem-se hoje, a partir das 10h00, nas instalações da Galeria dos Desportos localizadas na Cidadela Desportiva, em Assembleia-geral extraordinária para ratificar o fim do mandato da Comissão Eleitoral e aprovar a criação da Comissão de Gestão.

Convocada pelo presidente de Mesa da Assembleia-geral, António Caetano de Sousa, a reunião magna acontece na sequência de um encontro mantido a 22 de Dezembro de 2016, entre os membros da Assembleia Geral da FAT, integrantes da Comissão Eleitoral e representantes do Ministério da Juventude e Desportos, liderados pelo Ministro Albino da Conceição. As deliberações do encontro apontaram a inexistência de condições para o prosseguimento do processo eleitoral. 

A acta da reunião de Dezembro refere que "face às imprecisões constatadas no que concerne à população votante para os órgãos sociais da FAT, nomeadamente, a sua condição legal, considerando o período estabelecido para a realização das eleições ser diminuto, e haver a necessidade de dotar o processo de condições organizativas compatíveis com a Lei, a Mesa da Assembleia Geral está incumbida de convocar a Assembleia extraordinária para, entre outros pontos, dar por findo o mandato da Comissão Eleitoral e criar uma Comissão de Gestão".

O documento recomenda ainda que "a Comissão de Gestão a ser criada tem como propósitos apresentar propostas de reestruturação do funcionamento da Federação, elaborar pressupostos para a configuração de clubes de ténis do país à luz do disposto na Lei das Associações, propor a reformulação dos modelos competitivos de todas as categorias da modalidade".

A comissão a ser criada, ainda de acordo com a acta, "deve elaborar a proposta do programa de desenvolvimento do ténis, integrar personalidades com a reconhecida capacidade técnica e disponibilidade para o trabalho, respeitando sempre as disposições sobre as incompatibilidades previstas na Lei".

A Direcção Nacional de Política do Desporto deve acompanhar o funcionamento da actividade da Comissão administrativa, realizar encontros regulares para a verificação do cumprimento do disposto nos pontos anteriores, lê-se no documento.

A acta foi rubricada pelo presidente da Mesa da Assembleia Geral, doutor Caetano de Sousa, o vice-presidente da direcção cessante, Francisco Moco, o vogal Fernando Malengue, o presidente da Comissão Eleitoral, José Cardoso de Lima, auxiliado por Joaquim Tandela e o Director Nacional de Políticas do Desporto, António de Almeida Gomes.

A direcção cessante da Federação Angolana de Ténis, liderada por Matias Castro Silva, tomou posse em 2012, em função da apresentação de uma moção de confiança ratificada pelos representantes das Associações provinciais, no sentido de colmatar o vazio deixado pela direcção de José Dias que abdicou do cargo, devido aos perenes conflitos da classe.

Matias Castro da Silva teve como mérito a regularização das quotas de Angola junto da Federação Internacional de Ténis, realizações de campeonatos nacionais e a participação da Selecção Nacional nos campeonatos africanos, não obstante os níveis elevado do declínio técnico e a redução acentuada do número de praticantes no país.