Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Disputa entre Fernas e Pina agita Gamek

Helder Jeremias - 15 de Junho, 2019

Emoes de desporto motorizado leva pblico ao Talatona.

Fotografia: Agostinho Narciso

Fernas Baptista, Zé Cazenga e Branquinho Pina protagonizam hoje, a partir das 13h00, no circuito Jorge Varela ao bairro do Gamek, o despique da segunda jornada do campeonato provincial de motocross de Luanda na categoria de 250cc. A tripla foi a nota dominante da jornada inaugural que contou apenas com quatro pilotos. A vitória de Fernas é testada em meio a euforia de Zé Cazenga e Branquinha Pina. Os dois últimos aspiram subir ao lugar mais alto do pódio.
Fernas Baptista desembarcou em Luanda, ido de Lobito, com desejo de somar mais uma vitória. O piloto residente nas terras de flamingo pretende vincar o nome da equipa Transchipeta entre as campeãs provinciais. A pavimentação do trilho começa com a colheita de mais um lugar alto no pódio.
Brindado de atributos técnicos e físicos à altura dos desafios, Fernas Baptista está avisado das grandes dificuldades a enfrentar. O regresso de outros potenciais candidatos ao título, com destaque para o piloto do Team Tita Racing, Branquinho Pina, exige mais destreza e confiabilidade da máquina. Pina prometeu o regresso auspicioso à competição, depois de desfalcar a competição no arranque da época.
Diante de Zé Cazenga e de Branquinho Pina, Fernas Baptista também não pode descurar de Alfredo Chilola. É um jovem com créditos firmados no motocross. A terceira posição na primeira jornada, atrás de Zé Cazenga, foi um “aviso à navegação” de que as ambições vão para além de uma mera presença regular na competição.
O quarteto vão protagonizar equilíbrio na linha de frente. O piloto lobitanga leva algum favoritismo à vitória por dispor de uma estrutura técnica consolidada. A equipa transchipeta tem sede no Lobito e acompanha o piloto em todas as provas. No lado oposto estão os adversários com dificuldades inerentes à crise económica.
Branquinho Pina sente-se galvanizado pelas boas performances no Campeonato Angolano de Rali. No ano de estreia, colecciona o segundo lugar obtido na terceira jornada disputada no TT Baía Azul, província de Benguela. Nas duas primeiras provas com palcos em Malanje (TT Kalandula) e Bengo (TT Rox Dande), terminou em lugares modestos.
O regresso do motocross voltou a movimentar o bairro do Gamek. O público amante manifestou-se contente, depois de longos meses privado de espectáculo sobre rodas. O apoio aos pilotos dividem as claques. Zé Cazenga e Fernas Baptista levam ao circuito Jorge Varela a maior parte dos fãs.