Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Djokovic dispara na liderança

22 de Abril, 2015

Novak Djokovic, está a quebrar no circuito

Fotografia: AFP

As inúmeras marcas, que o sérvio Novak Djokovic, está a quebrar no circuito têm reflexos no ranking mundial, na actualização de segunda-feira. Ao conquistar os quatro maiores torneios da temporada até o momento, o número 1 do mundo abriu 5.460 pontos de vantagem para o vice-líder, o suíço Roger Federer, a maior margem que já teve nas três passagens pela liderança.

Segunda-feira, o campeão do Australian Open e dos Masters 1000 de Indian Wells, Miami e Monte Carlo apareceu com 13.845 pontos, enquanto Federer tem 8.385. A sequência de Djokovic é ainda maior ao lembrar 2014, quando fechou o ano a vencer os dois torneios mais importantes: o Masters 1000 de Paris e o ATP World Tour Finals.

Como se não bastasse, a grande diferença, o sérvio pode ampliá-la nas próximas semanas. No Masters de Madrid, nem ele nem Federer jogaram em 2014 e, portanto, não têm pontos a defender. Depois disso, a situação fica um pouco menos confortável. Até Wimbledon, onde é o actual campeão, o atleta de Belgrado tem 4.200 pontos para defender – Federer tem 1.640.

 Perto do topo, a disputa pela quarta posição deve ser intensa no saibro europeu, além de ser importante para a definição dos cabeças de série, em Roland Garros. O espanhol, Rafael Nadal, ultrapassou o japonês Kei Nishikori por apenas 155 pontos e nesta semana o número cinco está sob pressão, a defender 500 pontos pelo título do ATP de Barcelona.

Antes de Paris, porém, o canhoto tem 1.000 pontos à mais do que o japonês a defender. A chegada à capital francesa como número cinco podia colocar Nadal diante de Djokovic ou Federer, por exemplo, ainda nos quartos-de-final do torneio. O britânico Andy Murray tem somente 270 pontos a defender até Paris, o que praticamente o garante entre os quatro principais favoritos.

No top dez, o tcheco Tomas Berdych tomou a sétima posição do espanhol David Ferrer após o vice em Monte Carlo, enquanto o suíço Stan Wawrinka, que defendia o título, perdeu o nono lugar para o croata Marin Cilic.

A mudança mais expressiva no top 30 foi do francês Gael Monfils, ganhou três postos e chegou  à 15ª posição com a semi em Monte Carlo. O argentino Juan Mónaco (de 42º para 36º) e o francês Benoit Paire (de 90º para 78º) também colheram frutos depois do primeiro Masters em terra batida.

TÉNIS
Bellucci eliminado
no torneio de Barcelona


Thomaz Bellucci despediu-se, ontem, do torneio de Barcelona. O tenista brasileiro foi eliminado pelo espanhol Roberto Bautista Augut por 2 sets a 0 (parciais de 6-3 e 6-4) na segunda ronda da competição.

Na estreia, Bellucci tinha superado o japonês Yuichi Sugita por 2 sets a 0 (parciais de 6-1 e 6-0). Desta vez, ele não resistiu à pressão imposta por Bautista. No primeiro set, o espanhol quebrou o serviço do rival no sexto game e precisou de 33 minutos para fechar.

No segundo set, Bellucci vacilou logo no terceiro game e teve seu saque quebrado. O brasileiro tentou a reação, mas Bautista continuou melhor, fechou o set e avançou para a próxima fase do torneio.

Bellucci enfrentou Bautista em Setembro de 2014, para  a Copa Davis. Naquela oportunidade, o brasileiro derrotou o adversário por 3 sets a 1 (parciais de 6-4, 3-6, 6-3 e 6-2).

Teliana Pereira conquista primeiro WTA
Teliana Pereira não escondeu a alegria ao desembarcar em São Paulo, na segunda-feira, com o troféu do Torneio de Bogotá a tiracolo. Feliz por ter conquistado o seu primeiro título, de nível WTA na carreira, a tenista número 1 do Brasil disse ter realizado um sonho no domingo, no saibro colombiano. “Foi um momento muito especial. Ainda não caiu muito a ficha. Tudo vai ficar mais claro quando eu chegar a casa, para guardar as minhas coisas no quarto, ver a minha família e comemorar com eles”.