Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

DJokovic e Murray jogam a final

05 de Junho, 2016

Djokovic e Andy Murray disputam final

Fotografia: AFP

Novak Djokovic e Andy Murray disputam hoje  a final de Roland Garros, garantindo um vencedor inédito no quadro masculino, com Serena Williams a passar ao lado do recorde de vitórias em torneios do ‘Grand Slam’.

Tal como aconteceu no primeiro ‘major’ da temporada, o Open da Austrália, os dois primeiros do ‘ranking’ mundial voltam a discutir a final, desta feita num torneio que ainda não está no palmarés de nenhum dos dois.

O sérvio Novak Djokovic, número um mundial, não deu qualquer hipótese ao austríaco Dominic Thiem, 15.º do ‘ranking’, impondo-se por 6-2, 6-1, 6-4, em uma hora e 50 minutos.
Esta será a quarta final na terra batida parisiense para Djokovic, que procura ser o oitavo tenista a completar o ‘Grand Slam’ de carreira, tendo perdido na final do ‘major’ francês em 2012, 2014 e 2015.

“Joguei o melhor ténis do torneio até agora. Agora estou na situação em que sempre sonho estar em todas as temporadas, na final de Roland Garros”, disse Djokovic.
Djokovic vai agora defrontar o britânico Andy Murray, segundo da hierarquia mundial, naquele que será o 34.º confronto entre ambos, com clara vantagem para o sérvio, que venceu 23 vezes, embora tenha sido derrotado no último encontro, no Masters 1000 de Roma, também disputado em terra batida.

Para atingir pela primeira vez a final de Roland Garros, Murray afastou o campeão em título, o suíço Stanislas Wawrinka, por 6-4, 6-2, 4-6 e 6-2, em duas horas e 38 minutos.
“Sabia que se queria ganhar tinha de jogar um dos meus melhores encontros em terra batida. O recorde do Stan aqui nos últimos anos era incrível”, referiu.
Depois de ter ‘caído’ nas meias-finais nas últimas três edições, Murray conseguiu quebrar a ‘maldição’ e tornar-se no primeiro britânico a chegar à final de Roland Garros na Era Open.

FEMININOS
A espanhola Garbine Muguruza derrotou ontem a número 1 do mundo Serena Williams na final do torneio feminino de Roland Garros e conquistou o seu primeiro título do Grand Slam.

Muguruza, número 4 do ranking mundial, bateu a norte-americana por 7-5 e 6-4 em cerca de hora e meia.
Serena Williams perdeu assim a sua oportunidade de chegar ao 22º título em torneios do Grand Slam.

TÉNIS
Nick Kyrgios renuncia aos Jogos


O tenista australiano Nick Kyrgios, 19.º do ‘ranking’ mundial, anunciou ontem que não  participa nos Jogos Olímpicos Rio2016, garantiu estar a ser alvo de “ataques injustificados” por parte do Comité Olímpico Australiano (AOC).

“Infelizmente, enquanto eu tinha toda a vontade de conquistar uma medalha para o meu país no Rio de Janeiro, é claro que o comité australiano tem outros planos”, afirmou o tenista em comunicado.

Kyrgios, finalista vencido do Estoril Open em 2015, criticou o “comportamento desleal e injusto” que o comité australiano tem para com ele nas últimas semanas.
“O tratamento injusto e desleal que o Comité Olímpico Australiano tem para comigo nas últimas quatro semanas, aliado à posição clara da organização quanto à minha possível presença na equipa olímpica, fizeram-me perceber qual  a decisão que tinha a tomar”, escreveu o tenista.

A decisão de Nick Kirgyos surge dias depois de Kitty Chiller, chefe da missão australiana nos Jogos Rio2016, criticar o seu comportamento em campo, em que o acusou de ser muito impulsivo.

No comunicado, o tenista considerou que “os ataques injustificados mostram a incapacidade do comité de compreender as circunstâncias em que se revestem desportos altamente competitivos”.