Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Djokovic elogia evoluo de Nadal

08 de Março, 2013

O srvio Novak Djokovic, um dos grandes adversrios de Rafael Nadal

Fotografia: AFP

O sérvio Novak Djokovic, um dos grandes adversários de Rafael Nadal, com quem já faz diversas finais, rasgou elogios ao espanhol, que acaba de voltar ao circuito profissional de ténis. Para o número um do mundo, a boa performance do tenista ibérico não é uma grande surpresa, devido ao seu potencial. Na sua última disputa, Nadal saiu como campeão do ATP 500 de Acapulco, no México, quando competiu com o compatriota David Ferrer na final, que Djokovic não deixou de acompanhar. “Não fiquei realmente surpreso com o seu sucesso, porque sei quão bom ele é sobre o saibro.

Para ser honesto, imaginei que Ferrer iria oferecer uma batalha maior, mas tenho a certeza de que ele tentou o seu melhor”, comentou Djokovic sobre a partida, que terminou 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/2. O espanhol resolveu recomeçar a sua trajectória na terra batida, piso em que é especialista, mas no seu próximo desafio, o Masters 1000 de Indian Wells, nos Estados Unidos, tem de enfrentar o piso sintético. “Os resultados dele nas últimas semanas mostraram que se está a sentir cada vez melhor. No fundo, ele está a reconstruir a sua confiança. Isso é óptimo para o ténis de forma geral, porque é um grande campeão, um tenista muito popular e isso traz muito para o desporto”, acrescentou Djokovic.


ITF adopta Passaporte
Biológico dos atletas

O doping no ténis parece ter os dias contados depois das principais entidades que regem a modalidade a nível mundial terem decidido a apção do Programa Passaporte Biológico do Atleta, em reunião na passada terça-feira. O programa consiste em reunir informações sobre os exames antidoping realizados pelos atletas durante certo período de tempo, para que os resultados possam ser comparados. As variações podem indicar o doping. “A implantação do Programa Passaporte Biológico do Atleta é um passo importante na evolução do antidoping no ténis", afirmou o presidente da ITF Francesco Ricci Bitti.

“Esperamos, também, o crescimento do apoio das agencias nacionais antidoping ao redor do mundo, que têm a sua importância nesta batalha do controle do doping. Agradecemos aos Grand Slams, à WTA e à ATP, que reconheceram a importância de se investir no antidoping no ténis, com mais testes, especialmente os de sangue”, acrescentou. Brad Drewett, presidente da ATP, referiu que a medida aumenta a credibilidade do ténis. “A ATP sempre apoiou o rigor nos exames antidoping e acredita que o programa será um passo à frente em relação a esses esforços. Os jogadores precisam de ter claro que esta subida no investimento do antidoping fará dele mais efectivo e aumentará a certeza de que o ténis é um desporto limpo”.