Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Djokovic pode parar três meses

26 de Julho, 2017

Djokovic deixou Wimbledon desistiu do jogo com Tomas Berdych por causa de dores no cotovelo

Fotografia: GLYN KIRK | afp

O que era hipótese confirmou-se. Novak Djokovic tem de parar até 12 semanas, por causa de uma lesão no cotovelo, a mesma que o tirou de Wimbledon. E, esse é o melhor dos cenários. O número 4 do ranking da ATP corre o risco de ficar fora do restante da temporada.

“Ele deve ficar sem treinar de seis a 12 semanas”, disse o ortopedista Zdenko Milinkovic, que cuida da equipa sérvia na Copa Davis. O médico explicou que outros trabalhos relacionados com a parte física estão livres. O jornal sérvio Sportski zurnal explica que é praticamente uma certeza que Djokovic não dispute o Open dos Estados Unidos, no final de Agosto, nem jogue com a equipa da Sérvia na final da Copa Davis, em Setembro.

Por causa da lesão, podia ser opção do tenista deixar a temporada e tratar o cotovelo para que volte 100 por cento em 2018. Isso, pode significar uma queda no ranking. O médico de Djokovic explicou ainda que a lesão ocorre por causa do grande esforço físico e pouco descanso.

Milinkovic também não descarta uma cirurgia, que pode ser a última opção para tratar o tenista. Djokovic deixou Wimbledon ao desistir da partida contra Tomas Berdych, exactamente, por causa das dores no cotovelo.

Por outro lado, a mãe de Vénus Williams, Oracene Price, falou sobre o acidente de trânsito em que a filha se envolveu em Junho. O veículo conduzido pela tenista colidiu com um outro carro. Sentado no banco do passageiro do carro atingido, Jerome Barson, de 78 anos, feriu-se e morreu duas semanas mais tarde.

No site TMZ, Oracene Price disse que Vénus está “ abalada”.“Isso, é algo que você tem de superar internamente, e nunca vai esquecer-se. Sempre estará lá com ela (memória). Então ela terá de conviver com isso”, disse a mãe da tenista. Sobre a acção movida pela família da vítima, Oracene Price afirma que Vénus não está preocupada com isso.

O acidente aconteceu em 9 de Junho, em Palm Beach Gardens, na Flórida. De acordo com as autoridades locais, Vénus alegou que quis atravessar num cruzamento quando o semáforo estava verde, mas teve que reduzir a velocidade devido a um congestionamento, e ao mudar de pista, não viu o veículo das vítimas dirigido por Linda, que não conseguiu parar à tempo de evitar a colisão.

Em 3 de Julho, Vénus Williams não segurou a emoção durante a entrevista  em Wimbledon. A norte-americana disse estar com o coração partido, e caiu no choro ao ser questionada sobre o acidente fatal. “Não há palavras para descrever o quão devastador é... Estou sem palavras”, disse Vénus, claramente comovida.