Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Djokovic pressiona pagamento

22 de Fevereiro, 2016

Número um do mundo apresentou queixa para exigir parte do pagamento do contrato com governo do Rio de Janeiro

Fotografia: AFP

Líder incontestável do ranking mundial, o sérvio Novak Djokovic esgotou a paciência e apresentou uma acção contra o governo do Estado do Rio de Janeiro, por não ter cumprido um contrato feito há quatro anos.Novak Djokovic esteve nessa cidade em 2012 para promover uma série de actividades, entre as quais inaugurar campos de ténis em zonas desfavorecidas e fazer um encontro de exibição com Gustavo Kuerten, tricampeão em Roland Garros.

Foram feitos dois pagamentos ao sérvio, que totalizaram 400 mil euros, mas ainda falta pagar uma parte: 584 mil euros. Em 2013, o governo do Estado que no Verão recebe os Jogos Olímpicos, instaurou um inquérito e concluiu que a contratação de Djokovic foi feita sem qualquer previsão de orçamento e sem programa para a cobertura de despesas dos eventos em que o tenista participou.

TÍTULO

Entretanto, o australiano Nick Kyrgios, 41.º do ranking mundial, conquistou ontem o primeiro torneio ATP da sua carreira, após surpreender o croata Marin Cilic, quarto cabeça de série, em dois sets, na final do torneio de Marselha.Kyrgios, de apenas 20 anos, venceu com os parciais de 6-2 e 7-6 (7-3), num duelo que durou uma hora e 25 minutos, e festejou o primeiro título no circuito profissional, naquela que foi a sua segunda presença numa final, depois te ter sido derrotado no encontro decisivo do Estoril Open do ano passado, por Richard Gasquet.Para chegar à final em Marselha, o australiano "vingou-se" de Gasquet e também deixou pelo caminho o checo Tomas Berdych, jogadores do top-10, num torneio em que não perdeu qualquer set.