Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Djokovic vence em Indian Wells

22 de Março, 2016

Sérvio maior vencedor da história do torneio californiano deixa para trás Roger Federer

Fotografia: AFP

O número um do mundo do ténis conquistou no domingo o quinto título no Masters 1000 de Indian Wells, o terceiro consecutivo, ao abater como um rolo compressor o canadiano Milos Raonic (14), com direito a “pneu” no segundo set (6-2 e 6-0).

O sérvio  Novak Djokovic tornou-se o maior vencedor da história do torneio californiano, deixou para trás Roger Federer (4) e igualou o recorde de troféus do espanhol Rafael Nadal em competições da categoria Masters 1000 (27), a segunda mais importante do circuito depois do Grand Slam.

Djokovic venceu Nadal no sábado numa semifinal espectacular com o timbre de final antecipada, e teve muito menos trabalho contra o canadense. Antes, a americana Serena Williams que é líder do ranking da WTA não teve a mesma sorte que a sua colega da classe feminina.

A veterana tornou-se aos 34 anos e seis meses a mais velha da história a disputar a final do torneio, mas foi derrotada por duplo 6-4 pela bielorrussa Victoria Azarenka, número 13 do mundo, que conquistou o título pela segunda vez desde 2012.

Serena voltou a disputar a competição no ano passado, depois de 14 anos de boicote, desde o seu título de 2001, quando foi vítima de insultos racistas da parte do público.

DIFERENÇA NO VALOR DO PRÉMIO NO TÉNIS CAUSA POLÉMICA
 Novak Djokovic que é o tenista número um do mundo viu-se envolvido no domingo numa polémica em torno da distribuição de prémios em dinheiro entre homens e mulheres, que foi originada por comentários de Raymond Moore, director - executivo do torneio de Indian Wells.

"Em minha próxima vida quando regressar quero ser parte da WTA porque  aproveitam-se do sucesso dos homens. Não tomam nenhuma decisão e são afortunados. Muito afortunados", declarou Moore durante a tradicional conversa com os veículos de comunicação durante a última volta da competição.

"Se eu fosse uma mulher tenista, ajoelhar- me -ia toda noite e daria graças a Deus pelo nascimento de Roger Federer e Rafa Nadal. Eles são os que carregaram o peso deste desporto", acrescentou.

Horas depois, Moore desculpou-se pelas suas palavras. No entanto, esses comentários foram recebidos com repulsa por Serena Williams e Victoria Azarenka que são finalistas no campeonato do deserto californiano.

"Considero que esses comentários são equivocados e muito, muito incertos", declarou Williams, vice - campeã em Indian Wells.
 Azarenka que é campeã também se posicionou: "Acredito que é um problema que acontece no mundo todo. Não só no desporto. Também nos negócios. Precisamos de falar sobre igualdade. Não se escutam coisas assim sobre os homens".

Quando chegou a vez de Djokovic, após a sua vitória diante de Milos Raonic, o sérvio não foi tão taxativo nas suas observações sobre o comentário de Moore, que segundo admitiu, não foi "politicamente correcto".