Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Dovizioso vence no GP da Malásia

31 de Outubro, 2016

Andrea Dovizioso aproveitou um erro de Valentino Rossi para vencer a prova

Fotografia: AFP

Depois de espreitar o lugar de honra no pódio da MotoGP, Andrea Dovizioso inscreveu o seu nome na lista dos vencedores da época'2016. O piloto da Ducati é o nono vencedor, a uma prova do final da competição. Ontem, no Grande Prémio da Malásia, as cores da Ducati voltaram a levantar o sorriso num misto de triste.

A cinco voltas do final, Dovizioso aproveitou um erro de Valentino Rossi para conquistar a primeira vitória do ano. Em meio a chuva, a classe rainha do motociclismo apresentou um bom espectáculo ao público presente no circuito de Sepang. Nas voltas iniciais, Andrea Dovizioso perdeu a liderança para Andrea Iannone. A disputa despertou a atenção dos espectadores.

Com Iannone na liderança, Rossi apresentou um bom ritmo e pressionou o rival da Ducati durante longo período. O italiano da Yamaha também estava sob pressão da outra Ducati. Andrea Dovizioso procurava recuperar a sua posição.

O equilíbrio na liderança atraiu a audiência. Iannone cedeu lugar a Valentino Rossi. Depois de muita pressão de Andrea Dovizioso, Andrea Iannone cedeu o segundo lugar ao colega de equipa. Com olhos pendurados ao Valentino Rossi, Andrea Dovizioso acelerou em busca do número 46.

A cinco voltas para o fim, Valentino Rossi sofria com o pneu dianteiro da YZR-M1 e errou na curva 1. A fatalidade teve um preço muito alto. Dovizioso ultrapassou o rival. O italiano não teve mais condições de combater e ampliou para dez provas sem ganhar com a Yamaha.

O terceiro da grelha de largada, Jorge Lorenzo fez uma boa saída, mas sucumbiu e desceu para o sexto lugar. O número 99 beneficiou da queda de Cal Crutchlow, Marc Marquez e Andrea Iannone para ocupar o lugar do pódio. De volta à Avintia após substituir Iannone na Ducati, nas últimas duas corridas, Héctor Barberá venceu uma disputa com Loris Baz e ficou com o quarto lugar.

Depois de impressionar no piso seco durante os treinos, Maverick Viñales fez uma corrida discreta no circuito de Sepang e recebeu a bandeira axadrezada em sexto lugar, a 2s8 à frente de Álvaro Bautista, que igualou o melhor resultado da Aprilia na época.

Jack Miller colocou a Marc VDS no oitavo lugar, com Pol Espargaró e Danilo Petrucci a completar o top-10. Marc Márquez caiu pela segunda corrida consecutiva, mas conseguiu voltar para a pista e recebeu a bandeira em 11º. A Honda desperdiçou a oportunidade de definir o Campeonato Mundial de Construtores.

COMEMORAÇÃO
DO FIM DE JEJUM

Andrea Dovizioso encerrou um longo jejum sem vitórias na MotoGP. O italiano reconheceu que teve um começo de prova complicado, especialmente, pelos bons ritmos do companheiro Andrea Iannone e de Valentino Rossi, mas destacou que sempre se manteve próximo e não cometeu erros.

"Foi uma corrida muito difícil. O início foi complicado. Andrea Iannone e Valentino Rossi estavam muito rápidos, mas segui no ritmo deles e não cometi erros. Isso me possibilitou lutar pela vitória. Estou muito feliz com a minha moto. Fui rápido a corrida toda e em todas as condições", disse.

O italiano exaltou o desempenho que teve durante o fim de semana e vibrou com o fim do jejum de sete anos sem vitória na MotoGP.
"Estou muito contente com o resultado, classificação e corrida. Fui perfeito em ambas. Foi uma vitória muito importante para mim e também para a Ducati numa pista que ando tão bem. É uma das minhas melhores", seguiu.

O piloto falou também da maneira como se comportou nas disputas, especialmente, quando a pista estava bem molhada. "Esperei as condições da pista melhorarem. Sabia que seria melhor para nós e fico muito feliz que tudo deu certo. Foi como se tivesse a cozinhar os adversários e esperar o momento certo", completou. Andrea Dovizioso deu uma boa subida na classificação do cumprimento com a vitória e agora aparece em quinto com 162 pontos.