Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Drbi da provncia no Matrindindi

J?lio Gaiano-Lobito - 10 de Janeiro, 2017

Os Campeonatos Nacionais voltaram s terras das accias rubras a pedido da Associao local de andebol e vinca uma estratgia da Federao Angolana de Andebol

Fotografia: Jornal dos Desportos

A maior atenção da quarta jornada dos Campeonatos Nacionais de Andebol juvenil masculino e feminino, que decorrem na cidade do Lobito, desde quarta-feira, recai hoje no jogo do pavilhão Matrindindi, que envolve o Nacional de Benguela e a Académica do Lobito, para a série B. A partida é aguardada com muito interesse e está envolta de surpresas. A organização redobrou os mecanismos de assegurança policial no recinto.

As benguelenses estão melhores na competição (terceiro lugar com quatro pontos) e esperam vencer para espreitar a liderança, que pertence ao Núcleo do 1º de Agosto de Benguela, com oito pontos. Para a formação lobitanga, só a vitória interessa para apagar a má imagem que criou na estreia diante do Iona do Namibe, em que empatou por 11 golos.

De recordar que nessa partida emergiu a “petulância” do treinador principal da Académica do Lobito, que de forma desregrada, se atirou contra a dupla de árbitros e contra os oficiais de mesa. No fim, foi penalizado com a multa de três mil kwanzas.

No desafio de hoje, que foi transferido para a vizinha cidade de Benguela, espera-se ter uma partida isenta de anomalias de comportamento dos contendores. O desafio promete casa cheia e com desfecho imprevisível. O 4 de Abril de Saurimo e a Escolinha do São João do Huambo lutam pela vitória.


FEMININO
D'Agosto e Ferrovia
são destaque do dia


Os campeonatos nacionais de andebol juvenil masculino e feminino decorrem na cidade do Lobito, prossegue hoje com a formação feminina do 1º de Agosto a jogar com a do Ferroviário de Luanda, no destaque da quarta jornada da Série A. As duas equipas estão na liderança da série, com seis pontos, resultantes de três triunfos. Precisam de vencer para continuar a frente do grupo. Todavia, a supremacia recai nas militares, a julgar pela qualidade táctica e técnica que patenteiam na prova. A par disso, apresenta uma equipa estruturada ponto de vista morfológico.

Ainda assim, apesar de franzinas, as ferroviárias podem surpreender, ao fazer uso do seu potencial diante das militares do Gama. A imprevisibilidade e a disciplina táctica caracterizam o forte da formação afecta aos Caminhos de Ferro de Angola (CFA). Bem explorado, podem ser determinante no desfecho do resultado final.

A par desta partida que vai decorrer no pavilhão gimnodesportivo engenheiro Miranda Guedes (CPPL), vão medir forças, o CD Adecofil do Cuando Cubango e o Núcleo do 1º de Agosto de Benguela, para a Série B; o GD O Maculusso e o Iona do Namibe disputam pela melhor classificação da Série A.

MASCULINO
Renascimento
procura afirmação


Na classe masculina, o destaque da jornada de hoje recai no embate do Renascimento do Uíge contra o Sporting de Cabinda. O primeiro, apesar de começar a defesa do ceptro com uma vitória prometedora, começa a revelar fraqueza. A derrota frente ao VISA, na segunda jornada, por 26-19, é deveras sintomática.

Para contrariar a tendência e provar aos mais cépticos, que o espírito de revalidação do título continua firme no seio do colectivo, tem de triunfar no desafio contra a formação cabindense. É um adversário rápido nos contra-ataques e forte na defesa 5+1. Por isso, vai ser preciso empenho e força se quiser manter a confiança do grupo pela conservação do ceptro.

Na outra partida, o Vitória Seguro de Angola (VISA) enfrenta o MORA do Namibe. As duas equipas estão equiparadas na forma de jogar. Fortes na defesa e eficientes na finalização. É um bom jogo em perspectiva e com tudo para aquecer o pavilhão da Casa do Pessoal do Porto do Lobito, que vai albergar o jogo entre o Inter do Lubango e o Ferroviário de Luanda, e o 4 de Abril de Saurimo com Escola do São João do Huambo.

Os Campeonatos Nacionais voltaram às terras das acácias rubras a pedido da Associação local de andebol e vinca uma estratégia da Federação Angolana de Andebol no fomento das potenciais candidatas às selecções nacionais de jovens.
JG