Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Dream Maker trai Doce Vela

Álvaro Alexandre - 21 de Abril, 2016

Equipa angolana deposita hoje a confiança na embarcação Dragin Fly

Fotografia: Jornal dos Desportos

A estreia da equipa angolana Doce Vela no campeonato mundial de pesca desportiva que se realiza na cidade costarriquenha de Quepos, está a ser marcada pela negativa. Depois de ter sido traída na primeira jornada por uma avaria, ontem a embarcação Dream Maker voltou a embaraçar a campanha da tripulação angolana. Uma grave avaria no motor forçou a desistência do grupo nas primeiras horas da disputa da segunda jornada.

Doce Vela, representante do torneio Grand Slam Sportfishing Tournament de 2015 no campeonato do mundo de pesca desportiva, realizou investimentos (financeiros e  recursos humanos) avultados para manter o bom nome de Angola na competição. À entrada da terceira jornada, os prejuízos elevam-se. Diante da situação, o principal investidor Horácio Pina manifestou insatisfação pelo amontoado de desgraça.

"Mais um dia para esquecer. Durante a noite mudaram a bomba de água e havia garantias da superação da avaria. Infelizmente, foi uma intervenção paliativa. Depois de zarpar algumas milhas em poucas horas com a embarcação Dream Maker, surgiu o problema: atracamos por aquecimento", disse.Com as canas e anzóis em prontidão poucos peixes desfilaram a volta da embarcação.

Com desconfiança e "as gingas" estranhas dos nove exemplares de bico na esteira, apenas cinco atacaram os anzóis. Desse número, a Doce Vela capturou três."Sentia-se que o barco estava com problemas mecânicos", descreveu Horácio Pina, os momentos tristes durante as capturas. A desconfiança foi confirmada depois. O bloco de um dos motores partiu.

"Voltamos à marina à boleia com uma das equipas brasileiras. O campeonato do mundo de 2016 acabou para a embarcação Dream Maker", disse o pescador angolano.Para a terceira jornada, que se disputa hoje, Horácio Pina deposita a esperança na embarcação Dragin Fly: "aguardamos por grandes capturas".Com as capturas de três exemplares, o torneio Grand Slam Sportfishing Tournament ocupa a 59ª posição da tabela geral de classificação com 843 pontos. A Doce Vela ascendeu ao quarto lugar pelas capturas de quatro veleiros e um dourado em dois dias. Elisângela Pina é a mais engajada do grupo com três veleiros capturados e Gustavo Ferreira pescou um veleiro e um dourado.

O campeonato mundial de pesca desportiva já produziu 792 exemplares, distribuídos em 788 veleiros, quatro marlins e dois dourados. O St. Lúcia Anual Torneio Internacional Billfish está com nível excelente de capturas. Em dois dias de competição, tem na conta própria 26 veleiros, numa razão de 13 peixes de bico por dia. Na tabela geral de classificação, lidera com 5200 pontos.Em busca de pódio estão também o Cabo Frio Marlin Invitational (4800), Torneio de Peixes de Bico (4400), Fiji Clássico Billfish Tournament (4200), II Place OWC Team de 2015 (4200), 52º Port Antonio International Marlin Tournament (4000), Trindad Tarpon Trovão (4000), II Place OWC Team de 2015 (4000), II Guatemala Offshore Brazilian Championship (3800) e XXIV Marina Open-Torneio de Pesca nas Ilhas (3800).