Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Duarte abandona embarcação

Álvaro Alexandre - 14 de Maio, 2015

Selecção passa a ter novo seleccionador e capitão após a realização do campeonato

Fotografia: Nuno Flash

O seleccionador nacional Fernando Duarte descartou a renovação do contrato com a Federação Angolana de Pesca Desportiva, depois do término do vínculo aprazado para Fevereiro de 2016. O bicampeão mundial evoca ter necessidade de descansar, depois de longos anos à frente dos campeões mundiais.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, Fernando Duarte, realçou que a decisão de abandonar a embarcação foi tomada em conjunto com o capitão Rogério Matos, outro bi-campeão mundial.

“Precisamos de descanso absoluto. Foram dois anos de muita pressão. A principal responsabilidade foi suportada por nós. Nos olhos de todos, tudo transparecia a mil maravilhas. Fizemos a nossa parte para manter a coesão do grupo. Agora, chegou o momento de outros tomarem os nossos lugares”, justificou.

Fernando Duarte assegura, que as hipóteses de renovação dos contratos são remotas. “Vamos finalizar o contrato laboral, que assinámos com a Federação, em Fevereiro de 2016. O nosso trabalho terminou com a conquista do Campeonato do Mundo, em Março, na cidade de Lobito. O tempo restante é livre para Angola, não há compromissos internacionais e dessa forma, acabou a nossa colaboração”, disse.

Com o fim da "viagem", a embarcação angolana vai continuar a navegar com segurança em qualquer parte do mundo. A garantia é do capitão Rogério Matos. “Estou confiante que nada vai mudar, visto que temos bons pescadores para assumir com brilho esta difícil tarefa” disse o capitão da selecção B.

Para Fernando Duarte, o futuro passa pelo carinho à família e mais dedicação à actividade profissional.
“Foram longos período de ausência. Tivemos de abandonar tudo em prol da Nação. A dedicação  vai ser toda dada à minha família que sentiram bastante a ausência do carinho aconchegado, apostar mais na actividade profissional, onde ocupo uma posição de decisão,  prestar mais atenção ao Team Kuxica, capitaneado por mim”, revelou.

DECISÃO JUSTA
A decisão de abandono da embarcação angolana, por parte do seleccionador nacional Fernando Duarte e do capitão Rogério Matos é “justa”, segundo o vice-presidente da Federação Angolana de Pesca Desportiva, Hélder Milagre.

“A época foi muita agressiva. A alteração da data do Mundial realizado em Março no país, 30 dias depois do Lobito Big Game Fishing Tournament, e de seguida a participação das equipas angolanas no Campeonato Mundo por equipas, disputado em Abril em Quepos, na Costa Rica, foi pesado para eles”, reconheceu.

Hélder Milagre assegura que “não houve violações de interesses, mas é um procedimento normal. Os dois profissionais cumpriram com as tarefas delegadas pela Federação”.

O vice-presidente da Federação Angolana de Pesca Desportiva esclareceu os requisitos para se encontrar os substitutos de Fernando Duarte e do capitão Rogério Matos.

"A escolha do seleccionador nacional passa pela obediência às normas aprovadas pela Federação.  O treinador vai sair no leque dos comandantes angolanos, que vão disputar o Campeonato Nacional de Pesca Desportiva de 2016. O melhor classificado da prova do Lobito vai assumir o comando da selecção nacional. O acto vai ser tomado em consciência, sempre em benefício de Angola e da pesca desportiva, em particular", concluiu.