Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Duarte Ferreira vence terceira etapa

João Francisco - 23 de Fevereiro, 2014

Grande Prémio do Comité Olímpico Angolano encerra hoje na Marginal de Luanda com a disputa de uma prova de circuito fechado

Fotografia: Jornal dos Desportos

O ciclista do núcleo do Rangel, Duarte Freira, 21 anos, venceu ontem a terceira etapa do Grande Prémio 35º aniversário do Comité Olímpico Angolano (COA), disputada na especialidade de linha, com 64 quilómetros entre o Km 30 de Viana e o local onde está fixado o busto do Presidente Agostinho Neto, em Catete.

Duarte Ferreira, um dos melhores ciclistas do núcleo do Rangel, ocupou o lugar cimeiro da única prova de fundo, com o tempo de 1 hora, 37 segundos e 07 décimas, a uma média de velocidade de 40.20 Km/h.

Os postos imediatos foram ocupados pelos seus colegas de equipa, Francisco Mateus e Adilson Domingos, ambos a sensivelmente dois minutos do vencedor (1h39’56’’), seguidos de  Zeferino Epalanga, igualmente do Núcleo do Rangel  com 1h40’36’’.

O Núcleo do Rangel começou a dominar a corrida à entrada dos primeiros quilómetros de Mazozo, quando Duarte Ferreira encetou uma “fuga” igual àquela que protagonizou aquando da prova de abertura da Associação provincial de Ciclismo de Luanda (APCIL), na segunda quinzena de Janeiro deste ano.

Um desentendimento entre Ferreira e os colegas da sua anterior equipa fez com que a “fuga” fosse anulada pelos próprios ciclistas do Benfica, e desta vez a ausência dos corredores das “águias” da capital na prova olímpica deixou a competição à mercê dos rangelistas, que mais não fizeram do que gerir o avanço do seu líder para chamar a si a vitória.

O Grande prémio 35º aniversário do COA encerra hoje, com a disputa de um circuito fechado de 30 quilómetros, na Marginal de Luanda, a partir das 9h00, a que se segue a cerimónia protocolar de entrega dos prémios.

De resto, o Núcleo do Rangel assegurou ontem a vitória da classificação geral por equipas, seguida do Santos Futebol Clube e do Misto do Huambo. O ciclista do Misto do Huambo arrebatou o troféu de contra-relógio individual.