Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ducati elogia Scott Redding

12 de Dezembro, 2015

Tardozzi explicou que “todo o piloto que está numa Ducati é um piloto da equipa

Fotografia: AFP

Scott Redding vai estrear com equipamento Ducati na próxima época da MotoGP, mas os primeiros testes mostraram que o britânico se entendeu instantaneamente com a GP15. A caminho do seu terceiro ano, na classe rainha do Mundial de Motociclismo, o britânico vai também para a sua terceira moto, depois de passar pelas Honda RCV1000R e RC213V.

Coordenador da equipa de fábrica da Ducati, Davide Tardozzi explicou que a equipa ficou bastante satisfeito com a performance de Redding nos testes realizados até aqui e frisou que o britânico tem mais talento do que mostrou em 2015. “Estamos particularmente felizes com Scott, porque parece que encontrou uma boa moto, uma boa família e um bom feeling”, disse Tardozzi.

O coordenador defendeu que "Scott encontrou o que merece para ter uma boa performance neste nível e vai ser difícil no próximo ano", porque não se espera muito dele. O gestor manifestou o desejo de vê-lo a melhorar "muito" em relação ao que fez em 2015.

"O nível e o talento de Scott é acima disso”, disse.

Tardozzi explicou que “todo o piloto que está numa Ducati é um piloto da equipa". Scott tem um contrato directo com a Ducati, apesar de estar na Pramac. Portanto, a sua opinião é particularmente "importante". Essa é o tipo de atitude da Ducati.

"Todos os pilotos sentem que isso é ‘plus’. Estamos absolutamente confiantes e vamos dar ao piloto o que precisa com prazer”, defendeu.

O italiano, que chefiou a equipa da Ducati no Mundial de Superbike, também falou das expectativas em relação a Eugene Laverty e afirmou que quer ver o norte-irlandês com uma performance melhor que no ano anterior.

Laverty, que está às vésperas de se casar, não teve um treino assim tão bem sucedido, já que caiu e precisou de uma cirurgia para reparar a lesão.