Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ducati sem confiana no ttulo

20 de Março, 2017

Responsvel afirma que Ducati est pronta a fazer melhor com solues para reduzir problemas que enfrenta

Fotografia: AFP

Mesmo depois de assinar com o tricampeão da MotoGP, Jorge Lorenzo, a Ducati ainda não se acha preparada para disputar o título mundial. Em declarações à rede de TV espanhola Movistar, Dall\'Igna admitiu que a Ducati pode não conseguir o seu objectivo de bater as rivais Honda e Yamaha, mas elogiou os seus pilotos pelo que conseguiram nos testes.

\" O nosso objectivo, após a contratação de Jorge, é lutar pelo campeonato mundial. Está claro, que no momento não estamos prontos para fazer isso, mas temos soluções para reduzir os problemas que temos.\" Disse Dall\'Igna.

Mais adiante acrescentou: \"estamos satisfeitos com o trabalho de desenvolvimento de Dovizioso, nesta pré-temporada. Eu acho, que especialmente em Sepang, e aqui no Qatar, no primeiro dia, ele  deu-nos um feedback precioso para desenvolver a moto. No caso do Jorge, ainda há muito trabalho a fazer, mas estou feliz com o que fizemos juntos.\"

Dall\'Igna trabalhou, anteriormente, com Lorenzo durante os seus anos nas 125cc e nas 250cc na Derbi e Aprilia, e foi factor -chave para convencer o espanhol a ir para a Ducati, na última temporada. O engenheiro italiano defendeu as performances de Lorenzo durante o Inverno, destacou a natureza desafiadora de ter que mudar de fábrica, após nove temporadas seguidas na Yamaha.

“Lorenzo está a fazer um trabalho difícil”, continuou Dall\'Igna. \"Mudar de moto é sempre complicado, especialmente, se você sempre esteve com as mesmas pessoas. É normal que tenhamos encontrado algumas dificuldades.  Conheço Jorge desde criança, e é claro que ele amadureceu. Ele sabe o que quer, e o que pode conseguir, mas o seu carácter no coração é o mesmo. Estou feliz que ele tenha continuado como era.\"

Enquanto isso, com uma dupla de pilotos que promete ser destaque em 2017, a Tech 3 não comprometeu na pré-temporada. A equipa satélite da Yamaha impressionou muito, com o alemão Jonas Folger, que ficou a 0s5 do melhor tempo de Maverick Viñales no último teste no Qatar.

Perguntado se pode terminar no top-10, no próximo fim de semana, na abertura da temporada, Folger respondeu: \"Espero que sim. Acho que não é impossível. Veremos o que podemos fazer no fim de semana da corrida, porque é uma história diferente. Mas podemos estar muito felizes com a preparação que fizemos neste Inverno. Estamos prontos.”

Acidente em Phillip Island complicou um pouco as coisas. \"Depois do acidente em Phillip Island, perdi alguma confiança, mas eu a reconstruí, especialmente, na simulação da corrida. Eu comecei a entender melhor a moto, especialmente, quando as condições estão a mudar.Adapto-me muito bem agora. O pneu piora depois de oito ou nove voltas, mas depois fica constante.\"

LUTA
Gunnar Nelson  garante prémio

Gunnar Nelson deu um verdadeiro show de jiu-jitsu ao vencer Alan Jouban, no segundo assalto do co-main event do UFC Londres, evento realizado no sábado dia18. E, como recompensa, o islandês foi eleito um dos donos da performance da noite,  levou para casa 50 mil dólares . Além dele, Jimi Manuwa, Marlon Vera e Marc Diakiese também receberam a mesma quantia, por serem escolhidos como os protagonistas das melhores performances do evento, um show que não contou com nenhum prémio de multa da noite.

No combate principal, o ídolo Jimi Manuwa venceu por K.O. Corey Anderson, no primeiro assalto, para alegria da plateia que encheu a arena em Londres. Gunnar Nelson provou que merece o  lugar. O islandês não apenas tem um chão refinado, como é dono de um gás acima da média. Prova disso, é que  apesar do sufoco, ele aguentou a pressão de Demian Maia no chão por três rounds, no octógono - Diego Ribas