Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Eliud Kipchoge quer "correr para a histria"

12 de Outubro, 2019

Fotografia: AFP

Falta um pouco menos de dois minutos, mais exactamente um minuto e 49 segundos, para se baixar da mítica barreira das duas horas na maratona e hoje, sábado, em Viena, o queniano Eliud Kipchoge volta à carga para o conseguir.
Será uma tentativa preparada ao pormenor, com todos os detalhes equacionados, mas com o único "problema" de não poder ser considerada uma marca oficial, a exemplo do que já se faz há dois anos.
Há um ano, na maratona de Berlim, Kipchoge fixou o actual recorde e relançou na agenda essa barreira e o interesse por aquela que é considerada uma das maiores promoções mediáticas da Ineos.
"Segui o mesmo treino, a minha equipa é a mesma, mas melhorei ainda mais a parte mental", disse Kipchoge, a dois dias da tentativa: "Sinto-me melhor preparado e estou confiante. Vou conseguir."
O longilíneo queniano, de 34 anos (1,67 metros, 52 quilogramas), estará hoje na partida para um 'show' organizado na antiga reserva de caça imperial do Prater, no centro de Viena. O patrocinador é o gigante da petroquímica Ineos, cujo milionário patrão, Jim Radcliffe, se vira cada vez mais para o investimento no desporto.