Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Emerson Fittipaldi está quase na falência

06 de Abril, 2016

Brasileiro continua sorridente

Fotografia: DR

Uma reportagem do Domingo Espectacular da Rede Record revelou a complicada situação financeira do campeão de Fórmula 1 e Indy, Emerson Fittipaldi.

O programa exibiu imagens do carro número 20 da Patrick a ser levado do escritório do ex-piloto na Avenida Rebouças, em São Paulo. Os troféus ganhos ao longo da carreira também podem servir de pagamento de dívidas.

Para as dez empresas que fazem parte de Fittipaldi, com sede em São Paulo — muitas delas nem existem mais, como a Sports International Marketing —,  há pedidos de penhoras, duplicatas e hipotecas que somam dívidas avaliadas em 27 milhões de dólares. Os credores recorrem à Justiça para exigir o pagamento das prestações de serviços.

Os contratos publicitários de Emerson também foram penhorados, mas nenhum deles foi encontrado. A Justiça também chegou às fazendas de laranja de Fittipaldi em Araraquara, mas por estarem abandonadas, as frutas não puderam ser penhoradas. Na cidade do interior de São Paulo, o ex-piloto foi proprietário de três empresas apenas uma ainda lhe pertence.

Em Dezembro, foram bloqueados 393 mil das suas contas bancárias. Mas em 26 contas foram encontrados apenas 256,13. Outro pedido de bloqueio surgiu em Março do ano passado.

A Record indicou que as dívidas de Fittipaldi começaram com a criação da equipa da F1 nos anos 70. Emerson está numa situação de falência — é um devedor que não tem como saldar as suas dívidas, segundo a TV. O alvo agora são os bens que Fittipaldi tem no exterior e que podem ser repatriados para quitação. Emerson raramente vai ao Brasil.