Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Emoções agitadas nos treinos livres

Hélder Jeremias - 15 de Novembro, 2014

Atiradores juntos em diferentes fossos olímpicos em sessões de treino para prova internacional na cidade do Lubango

Fotografia: Nuno Flash

As emoções do tiro aos pratos preenchem neste fim de semana as sessões de treinos livres, em diferentes fossos olímpicos, espalhados no país. Os atiradores nacionais preparam-se para a disputa do Grande Prémio Socolil'25, a ter lugar de 21 a 23, na Fazenda NNN, localizada na região dos Gambos, na província da Huíla.

Pontuável para a última jornada do Campeonato Nacional de Fosso Olímpico, o torneio conta com a participação das equipas do Interclube, 1º de Agosto, Força Aérea Nacional, Clube Desportivo de Tiro, Caça e Pescas do Lubango, Clube de Caçadores da Cela, Clube de Tiro Caça e Pescas da Huila. Além fronteira, foram convidados atiradores sul-africanos, namibianos e portugueses.

As inscrições tiveram início ontem, com prazo oficial até dia 20, ou seja, um dia antes do início da prova. Cada atirador que se inscrever depois do prazo limite, deve pagar a multa estipulada em dois mil kwanzas. A organização da prova garante alojamento a todos os concorrentes.

O director da prova, Eurico Silva, disse à reportagem do Jornal dos Desportos que as condições técnicas, logísticas e administrativas são as melhores, para que o evento alusivo aos 25 anos da Fazenda NNN seja coroado de êxito.

Eurico Silva assegurou que o Grande Prémio Socolil “é uma prova de grande vulto”, razão pela qual apela aos responsáveis dos clubes envolvidos e atiradores individuais a não desperdiçarem a oportunidade, de fazerem parte da grande festa.

Os atiradores portugueses, sul-africanos e namibianos garantiram desembarcar no país na próxima quinta-feira, dia previsto da chegada dos atiradores nacionais ao Lubango, segundo Eurico Silva.

O vice-presidente para a área técnica da Federação Angolana de Tiro, Ricardo Lopes, acredita no sucesso da empreitada, quer do ponto de vista competitivo quer organizativo. As recentes conquistas da selecção angolana no torneio da zona VI, disputado em Pretória, África do Sul, constituem motivos de satisfação. As duas medalhas (ouro e prata) justificam o bom momento de forma desportiva dos atiradores nacionais.

“Os equipamentos instalados na Fazenda NNN são os melhores que existem no mercado e as condições do local são ideais para a competição. O momento excelente dos nossos atiradores e a presença de atiradores de outras nacionalidades representam a garantia para um evento de grande impacto”, disse o responsável.