Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Emolumentos "prendem" motos

Hélder Jeremias - 09 de Novembro, 2014

Circuito do Zango está em condições óptimas para albergar a prova da Independência Nacional e as sessões de treinos livres têm lugar hoje

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os altos custos de emolumentos condicionam o desalfandegamento de três motorizadas da Escola de Motocross de Viana no Posto dos Serviços da Alfândega de Angola na fronteira com a Namíbia. A morosidade dos serviços condiciona a preparação da equipa de Viana para o Grande Prémio 11 de Novembro, a ter lugar terça-feira, no circuito do Zango.

Com início marcado para as 13h00, a prova em alusão ao dia da Independência Nacional pode perder o brilho que a Escola de Viana tem evidenciado nas competições nacionais. As máquinas compradas em Windhoeck visam reforçar o leque de pilotos e a posição dos Serviços da Alfândega perturba o proprietário da Escola, Carlos Moreira.

"Estamos a preparar todas as condições para que o Dia da Independência seja festejado em grande estilo. Isso passa pela excelente organização da prova que o município de Viana vai acolher no dia 11. Porém, temos um entrave no desalfandegamento das três motorizadas que adquirimos na Namíbia", disse.

A direcção da Escola de Motocross de Viana já contactou a direcção das Alfândegas para intervir na questão, uma vez existir uma cláusula que minimiza os custos dos emolumentos inerentes à compra de material desportivo, no âmbito da massificação e desenvolvimento do desporto nacional.

"Apelamos aos agentes alfandegários a facilitarem o nosso trabalho em prol do desporto nacional", disse.Para dar ênfase à efeméride, a maior parte dos pilotos que actuam no campeonato provincial de Luanda realizam amanhã uma sessão de treinos livres no circuito do Zango, o melhor do país. As características do empreendimento assemelham-se aos estilos dos circuitos norte-americanos.