Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Época 2013 terminou ontem em Interlagos

25 de Novembro, 2013

Vettel conquistou ontem a nona corrida consecutiva

Fotografia: AFP

O domínio da Red Bull no Mundial de Fórmula 1 foi levado até à última curva da temporada. Sebastian Vettel conquistou ontem a nona corrida consecutiva e Mark Webber terminou a carreira na modalidade no segundo lugar, o suficiente para subir ao terceiro posto no final do campeonato.Para Vettel, que até teve uma partida pouco feliz (deixou-se ultrapassar por Nico Rosberg), foi mais do mesmo. O domínio quase total, com a única preocupação de ir controlando os adversários à distância. Mesmo com episódios intermitentes de chuva, o alemão nunca se mostrou desconfortável e somou, no Grande Prémio do Brasil, a 39.ª vitória da carreira.

"O carro foi fenomenal. Foi uma corrida interessante. Parti mal, mas consegui recuperar, depois tivemos um percalço na box e as últimas voltas foram difíceis por causa da chuva, mas tenho de agradecer a toda a equipa. Foi simplesmente espantoso", reagiu o tetracampeão do mundo.No circuito de Interlagos, o piloto alemão obteve o 13.º triunfo da temporada, igualando o recorde do compatriota Michael Schumacher, e a nona vitória consecutiva numa só época, batendo uma marca que durava desde os anos 1950, quando o italiano Alberto Ascari conseguiu o mesmo feito, mas conjugando resultados de 1952 e 1953.

E se a era Vettel parece estar para durar na Fórmula 1, a de Mark Webber chegou este domingo ao fim. O australiano aproveitou, inclusive, a parte final da última volta para tirar o capacete e desfrutar da aragem que corria em São Paulo. Foram 215 corridas, 42 pódios, 13 pole positions e nove vitórias ao longo de 13 temporadas na modalidade.

"Foi um bom final para a minha carreira, uma grande luta. Quero agradecer à equipa. Aproveitei as últimas voltas e foi uma grande jornada, da qual tenho muito orgulho", resumiu Webber que, aos 37 anos, vai dedicar-se às provas da resistência, depois de ter assinado um contrato com a Porsche.O segundo lugar obtido na última corrida da época permitiu a Webber terminar o Mundial no terceiro lugar, com 199 pontos, à frente de dois antigos campeões do mundo, Lewis Hamilton (Mercedes) e Kimi Räikkönen (Lotus).

O terceiro mais rápido em Interlagos foi Fernando Alonso (Ferrari), que subiu pela nona vez na época ao pódio e terminou o Mundial 2013 com 242 pontos, menos 145 do que Vettel, campeão por uma margem muitíssimo confortável.Para além de assinalar o adeus de Webber, o Grande Prémio do Brasil foi o último em que se utilizaram o motores V8, adoptados em 2006. A partir de 2014, será a vez dos motores V6 turbo híbridos, fornecidos exclusivamente pela Renault, pela Mercedes e pela Ferrari.