Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Equipa de Grove de volta ao lucro

13 de Abril, 2016

Equipa teve dois terceiro lugares no Mundial de Construtores que reflectem encaixes

Fotografia: AFP

A Williams voltou à ter lucro com a volta a competitividade na Fórmula 1. A terceira posição no Mundial de Construtores nas últimas duas épocas impulsionou um crescimento de receitas com direitos comerciais e patrocínios.

O negócio da empresa na F1 teve uma perda de 31,5 milhões de libras em 2014, mas registou um lucro de 200 mil libras com base num aumento de receita de 70,2 milhões de libras em 2014 para 101,5 milhões de libras no ano passado. O grupo global reduziu a perda de 37 milhões de libras em 2014 para 3,3 milhões de libras  no ano passado.

O chefe-executivo do grupo Mike O'Driscoll disse: "Os  nossos resultados financeiros de 2015 representam uma grande melhoria, com forte crescimento de receita e fluxo de caixa positivo. Nos últimos dois anos, temos reestruturado completamente o nosso negócio e os resultados reflectem o progresso significativo, tanto operacionalmente como financeiramente".

 O'Driscoll ressaltou que foram capazes de continuar o ressurgimento na pista e equilibrar as receitas e as despesas, apesar dos enormes níveis de gastos competitivos no que o ambiente financeiro é mais desafiador.

"A nossa equipa de F1 alcançou o terceiro lugar no Mundial de Construtores pela segunda época consecutiva em 2015, o que ilustra o passo claro que fizemos na nossa competitividade em corridas, desde que começamos a  reestruturação", disse.

O responsável referiu que a renda de direitos comerciais é paga com um ano de atraso e as contas reflectem o terceiro lugar no Mundial de Equipas de 2014.

"O nosso melhor desempenho na pista de corrida também melhorou o nosso poder no mercado de patrocínios, com grandes marcas como Unilever, Avanade, BT e Hackett a juntar-se à equipa Williams Martini Racing durante o período", disse.

O'Driscoll disse que viram o número de parceiros aumentar, assim como os compromissos com a equipa,  que demonstra a força contínua da  marca.