Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Equipa militar negoceia no catetão

Silva Cacuti - 04 de Outubro, 2016

“Bá” mantém incógnita sobre ligação ao clube militar

Fotografia: Jornal dos Desportos

A guarda-redes Teresa Almeida “Bá”, formada no Petro de Luanda e que se transformou no principal rosto da Selecção Nacional durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Brasil, terá assinado por duas temporadas para o rival 1º de Agosto, segundo uma fonte do clube militar a que o Jornal dos Desportos teve acesso.

O jogo da final da Taça de Angola em que a atleta em causa voltou a evidenciar-se, na vitória do Petro, pode ter sido o último da jogadora para o emblema tricolor.

Contactada “Bá” não desmentiu, mas também não confirmou a ligação ao clube militar. “Não posso falar sobre isso”, balbuciou entre lágrimas, já que acabou de perder um ente querido. Adiamos a confirmação, mas ficámos com a ideia de que há um “isso”, sobre o qual a atleta não estará autorizada a falar.

Magda Cazanga, meia-distância outra referência do Petro de Luanda está também na “calha” do 1º de Agosto. Segundo a nossa fonte, a atleta já tem acordo e contrato lavrado. Só resta a assinatura.

Bá e Magda seguem o trilho das irmãs Natália Bernardo, Luisa Kiala, Iracelma Silva, que corporizaram as mais recentes transferências para o clube militar.  A equipa do 1º de Agosto falhou a realização do pleno nas competições em que participa, graças à derrota para o Petro de Luanda na final da Taça de Angola.