Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Equipa nacional almeja o ouro

Gaudêncio Hamelay| Lubamgo - 05 de Novembro, 2015

Para a África do Sul, a selecção feminina vai ser composta por quatro atletas e a masculina, por seis.

Fotografia: M. Machangongo

A Selecção Nacional sénior feminina, de ténis de mesa compete no Zonal VI da modalidade a disputar-se de 9 a 13 de Dezembro, em Windhoek, com objectivo de conquistar a medalha de ouro, garantiu no Lubango, o seleccionador nacional, Valdemar Kassanga. O treinador reiterou que a maior adversária de Angola, no zonal VI, vai ser a selecção sul-africana, dadas as potencialidades, e não descurou igualmente as capacidades da selecção do Botswana, que considerou de “muito forte”. 

“Participámos recentemente nos Jogos Africanos, em Brazzaville, Congo, onde jogámos com a África do Sul. Ganhámos a partida, mas a melhor atleta sul-africana não fez parte. O nosso objectivo é a conquista da medalha de ouro neste zonal", disse. Valdemar Kassanga assegurou que têm apoio da Federação Angolana e trabalham com tranquilidade. Deste modo, esperam que os atletas lhes possam brindar com medalhas de ouro.

"Acredito num bom resultado”, assegurou.  Há uma semana no Lubango, Valdemar Kassanga trabalha com a única pré-seleccionada huilana, Maria de Fátima Samanlinha, para avaliar os níveis técnicos e tácticos. Durante dez dias, o seleccionador nacional incide os trabalhos nos aspectos físicos e tácticos, áreas em que Maria de Fátima Samanlinha apresenta fragilidades. A avaliação final da atleta vai ser feita em Luanda, quando se juntar às restantes integrantes da Selecção Nacional.

A atleta huílana foi submetida a uma série de jogos com atletas da categoria de juniores e ganhou aos adversários. Apesar de vencer, Valdemar Cassanga asseverou que é prematuro afirmar "o bom" nível técnico.“Tem de apresentar-se, à selecção nacional, com técnica superior à das outras seleccionadas.

Por isso, estamos à espera que a nossa atleta da Huíla termine as provas escolares para viajar a Luanda, onde vai permanecer 15 ou 20 dias de treinos”, frisou. Para a África do Sul, a selecção feminina vai ser composta por quatro atletas e a masculina, por seis.
GAUDÊNCIO HAMELAY - LUBANGO