Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Erros de planificao admitidos por Federer

22 de Outubro, 2013

O Tenista afirmou estar disposto a lutar pela classificao para o Master

Fotografia: AFP

O tenista Roger Federer, 32 anos, ex-número um do mundo e actual sétimo colocado, pior classificação desde Outubro de 2002, reconheceu ter errado nos planos da sua temporada, mas negou pensar em aposentar-se.

O suíço, contudo, foi mais longe, mostrou grande vontade de disputar a Olimpíada de 2016, no Rio.

“Disputei partidas que não devia ter jogado”, declarou o campeão, que conquistou apenas um título em 2013, em Halle, Alemanha. “Devia ter desistido em Indian Wells (Março) antes das quartas de final (partida que perdeu para Rafael Nadal), e, neste verão, não devia ter disputado os torneios de Hamburgo e Gstaad”, disse.

Federer explicou que não pôde treinar como era seu desejo durante uma paragem de sete semanas após Indian Wells, e que isto fez entrar em “numa espiral negativa”. Ainda assim, Federer insistiu que deseja jogar.

“Enquanto meu corpo e mente estiverem dispostos a viajar, vou estar feliz com o que faço. Ainda vou jogar por um tempo, e não vão ser seis meses difíceis que me fazem mudar de opinião”, afirmou. “Disputar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016 é algo que gostava de fazer. Isso não quer dizer que me vou aposentar já ou antes, é apenas uma ideia”, acrescentou.

Federer também falou sobre a decisão de ter rompido na semana passada com o técnico Paul Annacone, após três anos e meio de colaboração. “Tivemos uma relação excelente pessoal e profissional. Conversamos muito, e, tanto ele quanto eu, achamos que devia haver uma mudança”, explicou.

Federer afirmou estar disposto a lutar pela classificação para o Masters de final de temporada, em Novembro, que reúne os oito melhores tenistas do circuito, e que venceu em seis ocasiões. Ele está em oitavo na corrida que determina os oito melhores de 2013.